A decisão de ficar em casa

Juliana, mãe de Maria Eduarda, desistiu de trabalhar devido à saúde da filha

-Publicidade-

Tenho uma filha de 2 aninhos, que foi para escolinha com apenas 4 meses, já que sempre trabalhei e achei que a escola era uma boa opção, pois seria uma aprendizagem pra ela, mais do que ficar em casa com alguém! Ela sempre fez as refeições na escola, mas com o passar dos meses, percebi que ficava muito doente. De médico em médico, descobrimos que ela era um bebê chiador, ou seja que te problemas nos brônquios e por isso ficava tão doente. Descoberto isso, ela começou um tratamento de 6 meses. Nesse meio período, teve bronquiolite, 4 pneumonias, fora todas as gripes, febres constantes, tosse e catarro em abundância!  

Até que encontrei uma homeopata que uma amiga me indicou, e ela está um pouco melhor, mas toma remédio todos os dias, pois tem a imunidade baixa!!!! É, a vida não é fácil. Apesar de tudo isso, ela continua indo pra escola, pois não tenho outra alternativa! 

-Publicidade-

Faz um mês que resolvi pedir para me mandarem embora na empresa, pois não aguento mais ter que vir trabalhar e ter que levá-la para escola, mesmo meio doentinha. Me sinto muito culpada por não ficar com ela em casa! Estou de aviso prévio. Só aguardando o dia de ficar em casa com ela! 

Graças a Deus ela é uma menina super inteligente, esperta e come de tudo: está sempre com um sorriso lindo no rosto!

-Publicidade-