Notícias

Absurdo! Bebê de 4 meses morre depois de fazer nebulização em hospital e justiça toma uma decisão

O caso aconteceu em fevereiro de 2016

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

Os pais do bebê processaram a unidade de saúde por negligência médica (Foto: Getty Images)

O bebê Pedro Lucas Muniz, que faleceu no dia 15 de fevereiro de 2016, depois de fazer uma nebulização, em Rio Branco, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), teve o caso finalizado na justiça. A família da criança receberá uma indenização de 50 mil reais, paga pelo Estado do Acre.

Na última segunda-feira, 2 de dezembro, Zenair Ferreira Bueno, a juíza responsável pelo caso, da 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco concluiu o processo. Em fevereiro de 2016, o bebê tinha apenas quatro meses de vida e foi levado pelos pais ao hospital por causa de uma virose.

Ele teve uma parada cardiorrespiratória (Foto: Getty Images)

Após o tratamento indicado ser sessões de nebulização, o menino teve uma parada respiratória aguda e acabou não resistindo. Os pais processaram a UPA por negligência médica durante a medicação. O argumento da defesa alegou o “defeito na prestação dos serviços públicos de saúde”, assim como informou o jornal Juruá em Tempo.

Depois de analisar o caso, a juíza tomou a decisão de condenar o estado, que deverá pagar uma indenização para a família da vítima. Além disso, deverá ser coberto outros custos e honorários advocatícios em 11% sobre o valor da condenação. De acordo com o site, o Estado ainda poderá recorrer à decisão.

Leia também:

Mulher tem infecção grave após médicos deixarem restos da placenta e juíza toma uma decisão

Menino de 10 anos dá banho em árvore depois de saber que ela poderia morrer envenenada

Idoso de 87 anos escolhe beber uma cerveja com os filhos antes de morrer e publicação viraliza