Notícias

Absurdo! Estudo mostra que metais pesados estão em comidas para bebês nos EUA

A pesquisa feita pela Healthy Babies Bright Futures identificou que diversos alimentos para crianças estão contaminados

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

95% dos alimentos estavam contaminados (Foto: Getty Images)

Na última quinta-feira, 17 de outubro, uma pesquisa realizada pela organização Healthy Babies Bright Futures (HBBF) mostrou que diversos alimentos como papinhas, biscoitos e sucos artificiais, podem estar contaminados, nos Estados Unidos, por metais pesados.

O estudo encontrou substâncias como arsênico, chumbo, cádmio, grafite e mercúrio em cerca de 95% dos alimentos avaliados. O acúmulo desses metais pode afetar a atividade cerebral das crianças e causar danos. Nenhuma das marcas é vendida no Brasil.

Papinhas de bebê foram contaminadas por metais pesados (Foto: Getty Images)

Já em 2017, a empresa de vigilância sanitária (FDA), norte-americana, havia informado sobre o problema e pediu aos fabricantes que os metais fossem reduzidos “no menor grau possível”. 168 alimentos foram analisados para a realização da pesquisa.

Os lanchinhos, também conhecidos como “snacks” são os maiores com concentração de metais pesados e logo em seguida vem os biscoitos, cereais, bebidas como, leite, suco de maça e iogurte e depois as frutas e vegetais. A pesquisa mostrou que os produtos derivados de arroz apresentaram alta concentração de arsênico orgânico, que é a variação mais tóxica desse elemento químico.

Leia também:

Pesquisas apontam chumbo e mercúrio nas papinhas de bebês

Nestlé lança papinhas orgânicas e nós fomos conferir tudo de perto!

Estudo explica porque você não deve pressionar seu filho para comer novos alimentos