Babá agride criança por estar no meio de briga de casal e fala pela primeira vez sobre o caso

A jovem de 18 anos está presa preventivamente e deu um depoimento no quinta-feira, 13 de fevereiro, afirmando ter batido na menina e o que a motivou fazer isso

Resumo da Notícia

  • A babá estava brigando com o namorado e jogou um garfo no pescoço dele
  • A menina estaria no meio da briga, e a jovem também teria batido nela
  • A mulher falou pela primeira vez sobre o caso de agressão
  • Ela afirmou ainda que a criança amava ficar na casa dela
A menina tem apenas três anos (Foto: reprodução / G1)

Uma babá, que está presa em Londrina, no Paraná, admitiu à polícia na última quinta-feira, 13 de fevereiro, que agrediu uma menina de apenas três anos, por entrar no meio de uma briga de casal. Ela foi detida no sábado, 8 de fevereiro, depois de discutir com um homem, com quem mora a quatro anos.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a jovem, de 18 anos, atingiu o namorado, de 24, com um garfo longo no pescoço. Ele foi socorrido e levado pelos bombeiros à um hospital e passa bem. Após prestar depoimento, a mulher assumiu o caso de agressão.

“A criança estava na sala da minha casa e, na hora da briga, estava na minha frente. Na hora da raiva peguei a menininha, puxei pelo cabelo e joguei no chão. Depois disso, fui para cima dele [do marido]”, afirmou a jovem. Na delegacia, a irmã de babá contou para a mãe da menina o que havia acontecido.

A babá confessou o caso (Foto: reprodução / G1)

“Estava bebendo cerveja e disse que ia pegar a garrafa de vodka que estava na geladeira. Aí ele falou que não ia deixar. Começamos a brigar por causa disso. Ele chamou a minha mãe e falou que eu estava bêbada e que queria beber mais. Enquanto a minha mãe conversava comigo, ele começou a debochar da minha cara, dar risada. Fiquei com raiva e fui pra cima dele”, explicou a babá, relatando o que ocorreu.

A jovem, que está presa preventivamente, disse que atingiu o companheiro com um garfo durante a discussão: “Nunca tinha agredido a criança antes. Ela sempre quis ficar comigo, a mãe dela sempre deixou. Agredi a menina porque ela estava entre eu e o meu marido”. De acordo com o G1, a criança teve ferimentos por várias partes do corpo e os exames do Instituto Médico Legal (IML), comprovou a agressão.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!