Notícias

Bebê morre no primeiro dia em creche e mãe faz alerta: “Grito por ele, porque ele não conseguiu”

Gabriella tinha avisado a escola que o filho tinha problemas com refluxo

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Michael tinha apenas sete meses (Foto: reprodução/MySA)

Colocar os filhos na creche pode ser uma escolha muito difícil, mas às vezes é a única opção de alguns pais. Só que infelizmente, essa experiência foi ainda mais dolorida para uma mãe americana. Gabriella Garcia precisou se despedir do filho depois que ele faleceu na escola.

E por mais triste que isso tenha sido, ela decidiu que transformaria a história da família em um alerta para que outros pais e escolas ficassem atentos à maneira que os bebês dormem. Michael Carter Donnel de San Antonio, Estados Unidos, morreu logo no primeiro dia na creche “Our Little Hopes and Dreams Cjristian Learning Center”.

O caso aconteceu em julho deste ano, mas foi só na semana do dia 20 que o juiz tomou uma decisão final sobre o assunto. Mihael tinha sete meses quando foi para o berçário e como ele tinha problemas de refluxo, Gabriella deixou claro que o filho não poderia ficar muito empo deitado de bruços.

“Quero que os professores estejam alertas. Estou gritando por ele agora, porque ele não conseguiu”, comentou a mãe na época do acidente. Ela conta que estava lutando para que houvessem câmeras nos quartos onde as crianças ficam.

Ao MySA, ela ainda contou como o filho era carinhoso. “Ele amava as mãos. Se você colocasse a mão no rosto dele, ele sorria. Ele amava isso. Ele adorava que você cantasse para ele. Ele adorava tomar banho. Ele adorava quando você colocava seu rosto ao lado dele. Ele adorava ser abraçado, ele amava ser carregado”.

Atualização 

Agora, depois de quatro meses, o laudo do IML foi liberado e a morte de Michael pode ser explicada. Gabriella sempre disse que o filho havia engasgado com o próprio vômito depois de ter sido colocado para dormir de bruços.

Em um primeiro momento, a polícia de San Antonio afirmou que não era possível determinar a causa da morte da criança, mas depois de um apelo judicial, o laudo foi alterado e agora, segundo o MySA, a justiça determinou que:

“Michael Carter Donnell foi negligenciado por um período significativo de tempo e, mais tarde, considerado sem resposta pelo réu, em um berço cheio de sangue e vômito. A morte de Michael Carter Donnell e os danos dos queixosos foram causados ​​por atos ilícitos, negligência, descuido e inabilidade do réu”.

Hora do sono! Saiba como fazer seu bebê dormir

Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças divulgaram um relatório mostrando que 22% das mães colocam o bebê do seu lado ou de barriga para cima, 61% compartilharam a cama e 39% usaram roupa de cama macia para o berço do bebê. Essas ações violam as regras básicas de segurança infantil e podem colocar um bebê em risco. Jodi Mindell, conselheira de pais e autora de “Sleeping Through the Night”, explica como evitar o sono comum e ainda assim levar seu bebê para a cama.

A Academia Americana de Pediatria (AAP) recomenda que você não use um posicionador de espuma para tentar mantê-lo de costas. De acordo com eles, o rosto do bebê pode ficar encostado ao lado. Se seu bebê já pode rolar de barriga para baixo, saiba que não há problema em deixá-lo continuar a dormir de bruços – não é necessário se torturar levantando a noite toda para rolar de volta!

E se a única maneira de fazer ele dormir é de bruços?

A verdade é que a maioria dos bebês não dorme tão profundamente de costas. Apenas mude seu pensamento: se ele pode acordar facilmente, isso significa que é seguro. Se ele tiver menos de três meses, tente colocar alguns panos, o que pode ajudar se ele estiver com dificuldades para dormir de costas.

Eu sei que os amortecedores são uma má ideia, mas meu bebê não se machucará nos trilhos de seu berço?

Não. É muito mais provável que ela sufoque pressionando o rosto contra os amortecedores ou use-os como escadinha para sair do berço – o que poderia levar a uma séria lesão na cabeça causada por uma queda. Mesmo que os bebês sejam muito ativos durante o sono, é muito raro que se machuquem ao esbarrar nos trilhos do berço.

Quando meu filho terá idade suficiente para dormir com o bicho de pelúcia que sua tia comprou para ele?

A AAP diz que não deve haver nada no berço até o primeiro aniversário de um bebê. Mas alguns pais preferem dar ao bebê um objeto transicional antes disso. A principal preocupação é que você tenha certeza de que o objeto é seguro – nada muito grande que possa ser usado como um banquinho ou muito mole que poderia apresentar um risco de sufocamento. Por enquanto, deixe seu bebê brincar e aconchegar-se com o bicho de pelúcia enquanto ele estiver acordado, mas remova-o do berço quando ele adormecer.

Leia também: 

Bebê de 1 ano escapa de creche e é encontrada vagando na rua

Absurdo! Mãe descobre que a filha foi sufocada por funcionária de creche e vídeo causa revolta

Outras mães desabafam sobre confiança em creches após menina acusar professora de agressão