Brasileiro com coronavírus reuniu 30 familiares antes de ser internado

O primeiro caso confirmado da doença no país aconteceu nesta quarta-feira (26), mas antes do homem apresentar os sintomas, ele fez um encontro com parentes. Entenda o que isso pode causar

Resumo da Notícia

  • Nesta manhã (26), foi confirmado o primeiro caso de coronavírus no Brasil
  • O paulista de 61 anos já está em isolamento e bem de saúde
  • Antes de apresentar os sintomas, ele esteve em contato com 30 parentes
O caso também é o primeiro da América Latina (Foto: Getty Images)

Na manhã desta quarta-feira (26), o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Brasil e acendeu um alerta sobre o caso. A nova notícia é que o homem de 61 anos realizou um evento em família, com 30 pessoas, antes de apresentar os primeiros sintomas e ir para o hospital.

-Publicidade-

“Esse paciente chegou na sexta-feira. Ficou em casa sábado. No domingo, ele recebeu a família, 30 pessoas da família. Todas as pessoas da família foram contactadas e estão em observação. Mais os passageiros do avião”, explicou Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde.

Ainda durante a coletiva, o secretário-executivo do Ministro da Saúde, João Gabbardo mostrou alguns estudos recentes para acalmar a população: “Todos os portadores do vírus contaminam entre duas e três pessoas. (…) Então não vamos ficar imaginando que uma pessoa que tem contato com 60 pessoas, 80 pessoas vamos ter 60 ou 80 novos portadores do vírus”.

-Publicidade-

 

O primeiro caso de coronavírus no Brasil

Foi confirmado o primeiro caso do novo coronavírus em território brasileiro. O Hospital Israelita Albert Einstein registrou no Ministério da Saúde a notificação de caso suspeito de coronavírus (Covid-19), em um paciente de 61 anos, que esteve recentemente na Itália. De acordo com o Ministério, no atendimento ao caso, o hospital adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico, conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, Instituto Adolfo Lutz, para contraprova, que confirmou o caso na manhã desta quarta-feira (26).

O paciente com suspeita da doença esteve na região da Lombardia, no Norte da Itália, a trabalho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Ele desembarcou na última sexta-feira (21), em São Paulo, com sinais e sintomas (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de Covid-19, o novo coronavírus. “O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão”, diz ainda a nota divulgada pelo ministério.

 

Saiba mais sobre o coronavírus

Os coronavírus são uma família de vírus conhecida há mais de 50 anos. Tem este nome porque parece uma coroa, se visto no microscópio. Algumas cepas infectam seres humanos, outras infectam somente animais. O novo vírus (2019-nCoV) provavelmente é uma mutação que não atingia humanos e, nos últimos meses, passou de um animal para uma pessoa em um mercado de frutos do mar e animais vivos na cidade de Wuhan, na China.

Para se prevenir, a recomendação do Ministério da Saúde é a mesma feita para a prevenção de infecções respiratórias agudas. São elas:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-