Espanha atinge 4 mil mortes por coronavírus e fica atrás apenas da Itália

Até o momento no país exitem 56.188 casos confirmados e 7.015 curados. Grande parte dos óbitos registrados são de pacientes que moram em Madri

Resumo da Notícia

  • A Espanha prevê atingir em breve o limite de casos
  • Até o momento, são 4.089 óbitos por covid-19
  • O país fica atrás apenas da Itália no número de mortes
  • No mundo, meio milhão de pessoas estão contaminadas
Do dia 25 para 26 de março, houveram 655 óbitos (Foto: Getty Images)

Na última quinta-feira, 26 de março, a pandemia de coronavírus atingiu cerca de quatro mil mortes na Espanha. As autoridades temem o número elevado e esperam estar chegando no limite dos casos, pois o país está com os hospitais sobrecarregados com a quantidade de pacientes.

-Publicidade-

De acordo com o Ministério da Saúde foram registrados, em 24 horas, 655 óbitos, o que levou o país a alcançar o total de 4.089. A metade das vítimas está na região de Madri e chegam a 2.090. A Espanha, no momento, é o segundo país com maior número de mortes por covid-19, ficando atrás apenas da Itália.

O maior número de casos é em Madri (Foto: Getty Images)

Segundo informações do G1, Fernando Simón, diretor do centro de emergências sanitárias, afirmou que “87% dos mortos têm mais de 70 anos”. No país, são 56.188 casos confirmados e 7.015 curados, chegando a 30%. Com o aumento dos números, a Espanha foi submetida a um confinamento desde o dia 14 de março, para reduzir os riscos de transmissão do vírus, porém, desde a última sexta-feira, o número de mortos quadruplicou.

Contudo, as autoridades ainda reforçam que houve um grande aumento no número de pacientes curados. Na quinta-feira, 26 de março, o número de mortos aumentou 19%, porém em comparação com a quinta-feira da semana passada, a elevação foi de 27%, batendo assim o recorde no país de 738 óbitos.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!