Notícias

Febre amarela: Zoológico, ZooSafari e Jardim Botânico fecham em São Paulo

A Secretaria Estadual da Saúde informou sobre a medida após um macaco ter sido encontrado morto pela doença

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

O macaco-de-cheiro não tem medo de quem tem banana

A campanha de vacinação em novas áreas da Zona Sul começa nesta quinta-feira

A Secretaria Estadual da Saúde informou que o Zoológico, Zoo Safari e Jardim Botânico, na Zona Sul da cidade de São Paulo, serão temporariamente fechados a partir desta terça-feira (23), após um macaco bugio ter sido encontrado morto e diagnosticado com febre amarela.

Como toda ação feita até agora, essa é mais uma  medida é preventiva e, por causa disso, outros quatro distritos da Zona Sul da capital paulista vão entrar na campanha de vacinação, que começa nesta quinta-feira (25), Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã.

Segundo Francisco Ivanildo de Oliveira Junior, infectologista, pai de Beatriz, tomar a vacina continua sendo o melhor método de prevenção, porém repelentes e principalmente ficar de olho nos focos de mosquito Aedes Aegypti são medidas indispensáveis. “Não deixem água parada para que não haja proliferação de mosquito, ele é o responsável por transmitir a febre amarela para os humanos”, comenta. 

Na semana passada nós entrevistamos o especialista ao vivo, pelo Facebook, direto da redação, ele explicou detalhadamente quais são as medidas preventivas que as pessoas podem tomar. Segundo Francisco, apenas quem vive nas áreas denominadas de risco precisam tomar a vacina.

Assista a entrevista completa:

Outros recursos, como o uso constante de repelente também podem ser eficazes contra a picada do mosquito. Veja o vídeo:


Leia também:

Vacinação contra febre amarela chega a mais 6 UBS’s em São Paulo

Guia de vacinas: Febre amarela

Fique de olho! Imunologista esclarece dúvidas sobre a febre amarela