Notícias

Garoto com autismo está entre os 3% melhores escoteiros dos EUA:”Há muitas coisas que ele pode fazer”

Timmy é de Ohio e possui problemas para se comunicar

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

Timmy ao lado do pai, Ed Hartgate (Foto: Reprodução / WHTR)

A vivência como escoteiro é uma tradição na cultura estadunidense e é levada muito a sério. Eles possuem o título “Enagle Scouts”, que denota liderança e comprometimento. Esse status reconhece os melhores escoteiros de todo o país.

Timmy Hartgate, de 21 anos, está entre os 3% dos jovens que conquistam esse posto, garantindo orgulho e alegria aos amigos e familiares. Hartgate impressionou e superou todas as expectativas. Isso porque ele é um autista não verbal, causando grandes dificuldades de comunicação.

Como solução, sua terapeuta, Phoebe Mason, providenciou um aparelho que permitiu Timmy formular frases ou selecionar respostas pré-formatadas em seu tablet.

Timmy conseguiu se comunicar com os colegas através do seu tablet (Foto: Reprodução / WHTR)

“Foi realmente incrível vê-lo finalmente receber o prêmio por todo esse trabalho duro que ele colocou Nós nos sentimos muito orgulhosos de Tim. Estamos felizes por ele ser reconhecido por seu compromisso com os escoteiros”, contou Mason entrevista ao portal americano WNKY.

O pai ficou muito feliz com a conquista e emocionado com o percurso que seu filho percorreu para alcançar o posto tão almejado.”Foi uma ótima experiência para nós observá-lo aprender a se comunicar. Eles se esforçaram para ensiná-lo. Estamos absolutamente encantados e animados por ele. Quero dizer, acho que ele percebe agora que há muitas coisas que ele pode fazer e realizar apesar dessa deficiência“, declarou Ed Hartgate, pai de Timmy.

Leia também:

Mãe de menino autista comove web com relato de superação 

Uau! Menino autista tem QI maior do que de Einstein 

Família de menino autista é expulsa do carro por motorista de Uber: “Ele disse que não se importava”