Notícias

Juliana Alves começa tratamento após descobrir problema causado pela gestação

A filha da atriz, Yolanda, nasceu no final de 2017

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

juliana-alves-instagram-yolanda

Juliana teve diástase abdominal pós-parto (Foto: reprodução / Instagram @julianaalves)

A atriz Juliana Alves notou que mesmo depois de um tempo de tratamento, de cuidado com alimentação e atividade física, o volume abdominal que ganhou na gestação de Yolanda não ia embora. A menina que nasceu em setembro de 2017 logo completará um ano.

Depois de um exame feito pela sua fisioterapeuta Fabrícia Feitosa, o diagnóstico foi diástase abdominal pós-parto. Essa condição deixa a barriga com uma aparência estranha e pode ter complicações como enfraquecimento dos músculos abdominais levando a dor na parte de baixo das costas e dificuldade em realizar as tarefas do dia a dia.

juliana--alves-publica-fotos-do-dia-do-nascimento-da-filha

Essa condição afeta uma em cada quatro mulheres que engravidaram. Isso pode ocorrer porque durante a gestação os músculos do abdômen se esticam muito e dois deles, que ficam de forma paralela e vertical no meio do abdômen,  após se esticarem tanto, podem acabar não conseguindo voltar totalmente e ficam mais separados um do outro.

A diástase abdominal pós-parto é tratada com fisioterapia e em último caso cirurgia. A fisioterapeuta Fabrícia Feitosa diz que, depois de uma avaliação prévia, “[…] a gente usa o método (LFP) para realmente trabalhar em cima desse tônus muscular e devolver essa aproximação do reto abdominal”, disse a atriz em entrevista para o site Bebê Mamãe. 

Leia também:

3 coisas que você precisa saber sobre diástase

5 estágios da mãe que está cansada da música do “Baby Shark”

Milena Toscano conta que não pretende demorar para ter o próximo filho