Macaco “ensina” filhote a mexer em tablet e vídeo viraliza!

Os dois estão abraçadinhos e vestidos com roupas superestilosas

Dois macacos, aparentemente mãe e filhote, vestidos com roupinhas superestilosas, aparecem em um vídeo mexendo em um tablet. Abraçadinhos, a mãe parece ensinar o seu pequeno macaco como usar o dispositivo. Enquanto o macaco mais velho corre os dedos pelo aparelho, navegando pelo conteúdo, o mais novo apenas presta atenção nas imagens.

-Publicidade-
Macaco aparece "ensinando" filhote a mexer em tablet
Macaco aparece “ensinando” filhote a mexer em tablet (Foto: Reprodução)

O vídeo fofo foi compartilhado no Youtube por um perfil da China e viralizou na internet! Já recebeu centenas de comentários e foi visualizado mais de 200 mil vezes. Assista!

Miopia em crianças aumenta na pandemia e acende alerta no uso de telas

Um estudo recente feito pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia mostrou que a houve um aumento dos casos de miopia em crianças durante o período da pandemia. Para o levantamento, foram ouvidos 295 médicos oftalmologistas, de diversas subespecialidades, entre abril e junho de 2021.

Sete em cada dez médicos identificaram o aumento dos graus de miopia durante as consultas. Desses, 6% apontaram o problema em 75% dos pacientes, outros 27% perceberam a situação em 50% dos pacientes e 67% diagnosticaram o caso em 25% das crianças.

O principal motivo para o aumento estaria relacionado ao uso excessivo de diversos aparelhos eletrônicos, que podem agravar os casos de miopia. 75,6% dos oftalmologistas confirmaram sobre o uso de telas, já outros 22% acreditam que o fator pode sim influenciar, mas apenas no uso de celulares e tablets. O percentual restante dos médicos entrevistados não acreditam que as relações sejam interligadas.

No mundo, o total de pessoas com miopia chega a 2,6 bilhões e, apenas em crianças brasileiras, os números chegam a 6,8 milhões. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o problema ocular já é visto como uma epidemia e deve atingir até 35% da população mundial até o final do ano. A projeção é de que até 2050 chegue a 52%.