Notícias

Mãe e padrasto matam menina por fazer xixi na cama e caso chocante tem julgamento

O crime aconteceu em 2017, mas a decisão saiu nesta semana

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

O caso ficou muito conhecido no México (Foto: reprodução/ BBC News)

O crime que chocou o mundo em maio de 2017 voltou a ser assunto, por ter finalmente um desfecho. Lupita, de 4 anos, foi encontrada morta enrolada em um cobertor, enquanto vestia uma camiseta verde e meias vermelhas.

O episódio aconteceu no México e ficou conhecido pelos jornais como “caso da menina de meias vermelhas”. A mãe, Yadira, e padrasto, Pablo, da menina foram acusados e presos em dezembro do mesmo ano.

Ao que tudo indica, eles foram acordados pelo choro da criança e e viram que a menina tinha feito xixi na cama. Então, o padrasto decidiu tomar essa atitude para a reprender, espancando até Lupita vir a falecer.

De acordo com os dados da Promotoria, o homem também teria estuprado a garota. Nesta semana, o aconteceu o julgamento e o crime teve um desfecho. O casal foi condenado por feminicídio e terá que cumprir 88 anos de prisão.

Segundo a imprensa mexicana, a sentença alega que Yadira e Pablo são considerados culpados pela morte da menina de 4 anos, que tinha várias lesões pelo corpo e a decisão não havia sido reivindicada por ninguém.

 

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Meninas de 8 e 10 anos contaram para o conselheiro tutelar que eram estupradas pelo padrasto

Bater, não! Padrasto é condenado depois de dar chineladas no enteado de 4 anos

Xixi na cama: respondemos às 9 dúvidas mais comuns para você ajudar seu filho