Mãe faz desabafo após perder a guarda do filho de 4 anos diagnosticado com câncer

Noah foi diagnosticado com leucemia quando tinha 3 anos

Os pais perderam a guarda do menino (Foto: Reprodução/Facebook Taylor Bland)

Uma família americana está vivendo uma situação muito difícil. Joshua McAdams e Taylor Bland-Ball perderam a guarda do filho de 4 anos, Noah, no mês de abril. Porém, na última audiência realizada na terça-feira, 9 de setembro, o juiz recusou novamente a guarda do menino para os pais.

-Publicidade-

De acordo com o The Sun, o casal perdeu a guarda do menino após se negarem a tratar o câncer do menino, que foi diagnosticado com leucemia linfoblástica aguda. Nas redes sociais, a mãe Taylor escreveu uma carta para o juiz Thomas Palermo, que disse que os pais foram responsáveis por colocar a vida da criança em risco.

“Honorável Thomas Palermo. Você decidiu não mandar nosso filho para casa ontem. Tenho algumas perguntas para você: você vai fazer carinho nas costas dele às 2 da manhã quando ele acordar com dor de barriga e vomitando? Você vai explicar por que o cabelo dele está caindo? Vai aceitar mordidas, chutes e gritos quando ele estiver chateado? O que vai dizer para ele quando ele perguntar pela mãe e pelo pai? Não vou receber uma resposta, eu sei. Mas espero que isso fique em sua cabeça, como tem ficado na minha mente nessas 133 noites sem meu filho. Espero que você lembre do rosto de uma mãe que ama seu bebê”, ela disse no desabafo.

-Publicidade-

O menino não foi levado em duas sessões de quimioterapia e foi medicado pelos pais com vitaminas e produtos naturais. Por conta disso, eles perderam a guarda e o filho agora está sendo cuidado pelo conselho tutelar e fazendo o tratamento adequado para a doença.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também:

Funcionária de creche quebra perna de bebê de 6 meses e mãe desabafa

Mãe desabafa após esquecer bebê de cinco meses no carro durante uma hora

Bebê completa três meses em abrigo por erro de hospital e mãe desabafa: “Minha felicidade acabou”

-Publicidade-