Notícias

Mãe faz ensaio fotográfico com filha cadeirante após a menina ser rejeitada em concurso de beleza

Alderlene decidiu mostrar ao mundo o quanto Isabella é linda

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Isabella tem 7 anos (foto: Ícaro Passos/Arquivo pessoal)

Isabella tem 7 anos (foto: Ícaro Passos/Arquivo pessoal)

Tudo começou quando Alderlene Oliveira não conseguiu inscrever a filha cadeirante, Isabella, de 7 anos, em um concurso de beleza em Rio Branco, Acre. 

A servidora pública, mãe de quatro, decidiu criar o projeto fotográfico “De Porta em Porta” para crianças portadoras de deficiência física e mental para mostrar o quanto elas são lindas.

Com o suporte de dois fotógrafos e duas mães de crianças especiais, o ensaio fotográfico das crianças finalmente aconteceu na Universidade Federal do Acre (UFAC).

“A ideia surgiu a partir de uma experiência desagradável que eu tive. A resposta que eu tive da organização do concurso foi que cadeirante não podia participar pelo fato de não venderem. Aí, conversei com a fotógrafa Renata, que já tinha feito um ensaio da Isabella, e disse que queria montar um grupo de mães que a gente pudesse fazer a divulgação de lojas e assim surgiu o projeto”, contou Alderlene ao G1.

Isabella que teve paralisia cerebral aos 11 meses de vida e hoje usa cadeira de rodas, posou ao lado dos irmãos Jesus (10) e João (4), e da pequena Helena, de 5 anos.