Mãe vende filhos gêmeos para pagar dívida do cartão de crédito

Crianças foram vendidas por R$ 36 mil

Equipe de resgate com as crianças (Foto: reprodução / Metro UK)

Na última segunda-feira, 9 de setembro, o caso de uma mãe que vendeu os filhos gêmeos para para pagar a conta do cartão de crédito e comprar um celular novo, no leste da China, ficou conhecido. A mulher recebeu cerca de R$26 mil por um dos bebês e R$10 mil pelo outro. As crianças nasceram prematuras e precisavam ficar em encubadoras, mas com apenas duas semanas de vida foram vendidas.

-Publicidade-

A mãe decidiu tomar a decisão depois que seu parceiro, conhecido pelo sobrenome Wu, não apareceu no hospital depois do parto. Após ser informado sobre a venda dos bebês, o pai chegou a procurar a mulher para pedir um pouco do dinheiro para pagar algumas dívidas pendentes, mas ela avisou que já havia gasto.

As crianças foram retiradas das famílias que os compraram e estão provisoriamente com os avós. A polícia de Cixi, na província de Zhejiang, deu mais detalhes sobre o caso ao jornal Metro UK, informando que o casal Ma e Wu foram presos. Na China, o tráfico de crianças pode chegar a uma pena de até 10 anos.

-Publicidade-

Tráfico de crianças:

(Foto: reprodução / CNN)

Uma americana, de 43 anos, foi detida na quarta-feira, 4 de setembro, no aeroporto de Manila, nas Filipinas, por tentar embarcar com um recém-nascido na bagagem de mão. O bebê tem apenas seis dias de vida, e a mulher não teve seu nome divulgado até o momento.

Em entrevista à rede de televisão americana CNN, o porta-voz do Departamento de Imigração das Filipinas disse que a americana apresentou apenas o passaporte dela, sem indicar que haveria um bebê como acompanhante. Ao suspeitarem da bagagem de mão, que era muito grande, os funcionários do aeroporto pediram para revistar a mala e então, encontraram a criança dentro. “Ela não tinha nenhum documento de viagem para a criança“, disse o porta-voz à CNN Filipinas.

(Foto: reprodução / CNN)

A mulher afirmou ser tia da criança, mas não indicou nenhuma prova de parentesco. O caso está sendo investigado pela Divisão de Tráfico de Seres Humanos do Departamento Nacional de Investigação do país, e ainda será avaliado.

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia mais:

Relato de mãe: “Meu filho tinha dois meses e eu não conseguia sentir nada por ele”

Americana é presa após tentar embarcar com bebê dentro da bagagem de mão

Relato de mãe: “Minha filha recém-nascida foi sequestrada e vendida por 600 reais”

-Publicidade-