Notícias

Menina acusada de ser anã sociopata pela mãe adotiva fala pela primeira sobre sua verdadeira idade

Natalia foi abandonada pela família Barnett porque eles acharam que ela era uma anã sociopata

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Natalia afirma que tem apenas 16 anos (Foto: reprodução/BBC)

Natalia Grace Barnett nasceu na ucrânia e foi adotada por uma família americana em 2010, na época os documentos da menina mostravam que ela havia nascido em 2003, mas por conta de um tipo de nanismo, a família adotiva começou a desconfiar de que ela havia nascido em 1989.

Agora, depois de muita polêmica, ela resolveu quebrar o silêncio. Natalia contou com foi adota e toda a sua trajetória até chegar à casa da família Barnett. “Eu tinha seis anos quando vim para os Estados Unidos. Só sei que uma família veio me visitar e depois de um tempo, eles me adotaram”, começa.

Mas o caso veio à tona porque depois de um suposto exame que comprovava que ela teria 20 anos, os pais adotivos, Kristine e Michael, começaram a maltratar a menina e até a deixá-la sozinha nos Estados Unidos antes de se mudarem para o Canadá.

Os tais exames que comprovam que ela é uma adulta não apareceram e Natalia continua afirmando que nasceu em 2003. “Tenho 16 anos”. A garota ainda conta que quando conheceu os Barnett chegou a pensar que havia encontrado a família perfeita. “Eu pensei que tinha encontrado a família certa para mim”.

Segundo a BBC, o casal até chegou a conseguir mudar a certidão de nascimento da menina e disseram que não estavam dispostos a cuidar de um adulto que se dizia uma criança. Em várias partes da entrevista a menina ficou emocionada e negou todas as alegações feitas contra ela.

Isso porque Kristine Barnett contou a todos que ela já tinha pelos pubianos, menstruação, tentado assiná-la e até prejudicar a família. “Eu era feliz morando lá, eu me senti amada lá. Mas depois da minha cirurgia ela começou a me questionar sobre minha idade e tudo começou a piorar a partir daí. Ela disse que eu escondi facas pela casa, no topo da geladeira, no escritório dela, eu não consigo alcançar esses lugares, nem com uma cadeira”.

“O que eu fiz um dia foi: eu peguei uma cadeira para pegar o produto de limpeza, estava limpando a casa e coloquei o café dela de lado para pegar o produto. E ela chegou e disse: ‘o que você está fazendo?’. Se eu fui para o quarto deles no meio da noite foi porque eu havia tido um pesadelo ou algo assim”

Leia também:

Pais acusam filha adotiva de ser uma adulta psicopata em um corpo de criança

Foto revela onde está criança acusada pela mãe adotiva de ser sociopata de 22 anos

Mãe desabafa: “Minha filha adotiva de 9 anos era uma mulher de 22 anos sociopata”