Notícias

Menina faz vaquinha online para realizar sonho de ser bailarina

Aprovada na pré-seleção, Ligia Pires pede ajuda para a próxima etapa da seletiva de grupo de Ballet

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

A menina participou do festival de dança de Salvador e conquistou sua primeira medalha no campeonato (Foto: Reprodução /TV Bahia)

O sonho de toda bailarina é fazer parte do mais renomado grupo de balé do mundo: a companhia Bolshoi. Felizmente, a baiana Lígia Pires de apenas 9 anos passou com êxito na pré-seleção e participará da seleção nacional que acontecerá entre os dias 18 e 20 de outubro em Joinville, Santa Catarina.

A escola catarinense é a única filial do grupo no Brasil. É difícil e muito concorrido o posto, são diversas etapas até, finalmente, você ser aprovada.

“Quando eu conquistei a vaga, eu fiquei azoada, vi minha mãe chorando, meus professores chorando, e fiquei: ‘O que eu fiz?, o que aconteceu comigo?’, porque foi uma emoção para mim. Ter passado em uma escola muito conhecida e muito boa, eu fiquei emocionada”, contou Lígia em entrevista a TV Bahia.

Lígia com a carta de aprovação para a seletiva do grupo Bolschoi (Foto: Reprodução/TV Bahia)

No entanto, custear a viagem do nordeste para o sul do país é o maior empecilho que ela e família enfrenta. Daniela Pires, mãe de Lígia, trabalha como diarista e contou com a ajuda do empréstimo do cartão de crédito de uma das suas patroas para comprar as passagens para a filha.

Além das despesas do cartão de crédito, a família pediu ajuda às redes sociais. Eles precisam de R$ 3 mil para bancar com os gastos totais, por isso criaram uma vaquinha online. “É uma viagem que não dá para a gente bancar, infelizmente. Eu sou diarista, o que eu recebo é equivalente a um salário mínimo para sobreviver. Moro de aluguel, e infelizmente não dá para custear as passagens, viagens e enfim”, desabafou Daniela.

A mãe emocionada falou também sobre o orgulho que sente da filha. “Ligia é uma criança muito responsável. Em relação à dança, poxa, velho, quando eu vejo a minha filha dançar é só emoção. É muito orgulho. Eu não tenho palavras para falar quando a minha filha tá dançando.”

Essa primeira etapa é apenas o inicio de uma linda caminhada. Lígia quer voar alto e Bolshoi em Joinville é só o inicio. Ela também quer se dedicar a estudar na sede original do grupo que fica na Russia.

“Quero ir para a Rússia, porque dizem que tem uma escola lá. Eu quero viver e ser feliz com a dança. E quando eu ganhar dinheiro, minha mãe não precisar ficar trabalhando demais”, contou a menina.

Com alunos vindos de diferentes estados brasileiros e do exterior, a instituição ressalta o seu compromisso social, ao conceder 100% de bolsas de estudo e benefícios para todos os alunos. A seletiva ocorre uma vez por ano e tem o apoio da Prefeitura Municipal de Joinville e do Governo do Estado de Santa Catarina.