Notícias

Menino com síndrome de Down é deixado nu e molhado do lado de fora do colégio: “Você os envia para serem protegidos”

O ocorrido aconteceu na Inglaterra

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

(Foto: Reprodução/The Daily Mail)

A diretora, vice-diretora e assistente de um colégio para crianças com necessidades especiais foram afastadas dos respectivos cargos após deixarem um garoto com Síndrome de Down nu e ensopado no playground do colégio por meia hora.

Tudo ocorreu em outubro do ano passado quando Levi Blackshaw se molhou enquanto brincava e decidiu tirar a roupa. Os funcionários da escola escoltaram o garoto para a fora com apenas uma toalha em seus ombros. Ele ficou no frio e sozinho por mais de 22 minutos e as câmeras da escola Stanley School em Pensby, cidade do noroeste inglês, gravaram toda a situação.

A mãe Suzanne e sua companheira Alex Kearney dividiram a história nas redes sociais (Foto: Reprodução/The Daily Mail)

Suzanne Cole, mãe do menino, informou ao jornal britânico The Daily Mail que o filho é uma criança não-verbal. “O que é realmente difícil é como você pode provar como Levi foi afetado? Ele não é verbal, não é como nós. Ele chegou da escola naquela noite e nem sabíamos. Você os envia para a escola para serem protegidos”, relatou.

Ela ainda disse que soube do caso apenas no dia seguinte do ocorrido e demorou cerca de 2 semanas para ter acesso as câmeras de segurança. Assim que assistiram, Suzanne e Alex Kearney, sua companheira, confirmaram o que as testemunhas haviam relatado. “Quando vimos, eu estava chorando e até ele estava chorando.”

Inconformada com a situação, Alex publicou um vídeo na última terça-feira, 17 de setembro, no facebook e explicou todo o ocorrido. Ela pediu  justiça para o filho delas. Isso porque o colégio informou que não significa que os responsáveis pela diretoria sejam culpados, apesar do afastamento.

Posted by Alex Kearney on Tuesday, September 17, 2019

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos:

Leia também: