Padrasto é o principal suspeito por sumiço de criança e mãe desabafa: “Não está sendo fácil”

Cristiano Jorge estava com uma criança no carro no mesmo dia que do desaparecimento do menino

Gabriel ainda está desaparecido (Foto: Reprodução/G1)

Poucas coisas são tão doloridas para uma mãe quanto não saber onde e como o filho está. Se ele se perdeu, se fugiu, se foi sequestrado e quando ele vai voltar. E deve ser ainda pior quando um dos suspeitos pelo sumiço da criança é próprio padrasto dela. É nessa angústia que está vivendo Luciana Custódio, o filho dela saiu para empinar pipa com os amigos no dia 11 de agosto e não apareceu mais.

-Publicidade-

A polícia e os bombeiros foram acionados e um mutirão de buscas e investigações começaram. Segundo o portal de notícias, G1, a polícia já conversou com mais de 50 pessoas que moram no mesmo bairro que Gabriel, oito anos, foi visto pela última vez. E é claro que o padrasto foi uma dessas pessoas, já que câmeras de segurança flagram que ele estava com uma criança no carro no mesmo dia do desaparecimento do enteado.

Cristiano Jorge Chaves passou mais de 10 horas na delegacia de investigações gerais prestando esclarecimentos. Ele jura e afirma que a criança que estava no carro com ele não era Gabriel, mas não há informações de quem seria. Mas a polícia segue investigando.

-Publicidade-

Investigações

A casa da família, que mora em Registro, passou por uma série de perícias químicas nas buscas de sangue ou outros fluídos corporais. Luciana, mãe de Gabriel, disse que achou ótimo o fato da polícia está investigando a casa onde eles moram, assim ficará provada a inocência dela e do atual marido.

“Realizaram perícia na minha casa e não acharam nada. Eu achei bom realizarem porque ficam me criticando por tudo que aconteceu e suspeitando da minha família”, disse em entrevista ao G1. Luciana realmente acredita que o filho tenha sido sequestrado, mas nega hipótese de ser alguém próxima a família.

A dor e esperança de uma mãe 

“Algumas pessoas estão apontando o dedo como se eu fosse à culpada pelo que aconteceu. As pessoas ficam brincando com o sentimento de uma mãe que nem sabe o que aconteceu com o filho. Não está sendo fácil, eu estou tentando ser forte. Tudo o que eu faço eu lembro dele e é muito doloroso isso”, comenta.

“Eu não tenho suspeita de ninguém porque não tinha briga com ninguém daqui. Quero que a polícia entre na casa de cada um do bairro para investigar. Apesar de tudo, sinto meu filho perto, tenho a sensação de que ele está vivo e que está perto, por isso não quero que desistam das buscas”.

“É muito cansativo para mim, mas eu continuo acompanhando as buscas. Tenho fé em Deus que meu filho vai ser encontrado”, encerra. Estamos torcendo para que Gabriel possa ser encontrado bem, a salvo e que a família possa ser reunida novamente e descansar de todo esse susto.

Leia também: 

Vídeo mostra criança de 8 anos salvando a irmã de uma tentativa de sequestro: É um herói”

Menina de 11 anos salva irmão mais novo de sequestro e estamos impressionadas com a história

Menina de 10 anos escapa de sequestro usando código secreto

-Publicidade-