Prefeito de São Paulo decide estender a quarentena e fazer restrições mais rígidas durante o confinamento

Já há uma decisão tomada, nós não temos como relaxar as medidas de isolamento a partir do dia 10 de maio”, disse o secretário de municipal da Saúde

Resumo da Notícia

  • Estava previsto para o dia 10 de maio um "afrouxamento" nas medidas de confinamento na cidade de São Paulo
  • Porém, o prefeito, Bruno Covas, vai prorrogar a quarentena e adotar medidas mais rígidas de isolamento social
  • Isto acontece pois o número de infectados e mortos por coronavírus está aumentando

 

-Publicidade-
Bruno Covas, prefeito de São Paulo (Foto: João Alvarez/Fotoarena/Folhapress)

Estava previsto para o dia 10 de maio um “afrouxamento” nas medidas de confinamento na cidade de São Paulo. Porém, devido à taxa de pessoas isoladas caindo e o número de mortes por coronavírus aumentando o prefeito, Bruno Covas, vai prorrogar a quarentena e adotar medidas mais rígidas de isolamento social.

O secretário de municipal da Saúde, Edson Aparecido disse durante entrevista a Globo: “Já há uma decisão tomada, nós não temos como relaxar as medidas de isolamento a partir do dia 10 de maio. Na capital é absolutamente impossível fazermos isso, ao contrário, nós estamos iniciando uma discussão na prefeitura para que a gente possa fortalecer algumas dessas medidas para que a gente consiga fazer com que o isolamento na cidade possa crescer desse patamar de 48%”.

-Publicidade-
É fake que 232 crianças morreram por coronavírus na Itália em um dia (Foto: Getty Images)

O secretário continuou: “Você faz um processo de bloqueio e você reduz muito [tráfego] fazendo com que as pessoas se desestimulem a sair de casa, sobretudo nas regiões onde a pressão no sistema de saúde tem aumentado continuamente”.

-Publicidade-