Secretaria da Educação toma decisão sobre como as escolas e universidades do RJ devem reagir ao coronavírus

Tanto o município quanto o estado carioca passaram um protocolo de como os alunos podem evitar a transmissão da doença

Resumo da Notícia

  • Escolas e universidades foram orientadas para prevenção do coronavírus
  • A UFRJ publicou informações para conter a doença
  • O estado do Rio de Janeiro tem 88 casos suspeitos
Rio de Janeiro toma medidas de contingência ao coronavírus (Foto: Reprodução/Getty Images)

Com 13 casos de coronavírus confirmados no Rio de Janeiro, as Secretarias de Educação do Município e Estado indicaram orientações para prevenção da doença nas escolas e universidades. Para quem apresentar sintomas virais, a recomendação é evitar sair de casa na tentativa de conter a transmissão. Se houver a persistência de dificuldade de respiração, a pessoa deve se dirigir ao hospital mais próximo para passar por uma avaliação médica.

-Publicidade-

O protocolo que procura prevenir os alunos e professores de se contaminarem ressalta a importância da limpeza de locais que as pessoas encostam frequentemente, como mesas e maçanetas, e da lavagem das mãos, que deve ser feita várias vezes durante o dia. Ao espirrar e tossir, deve-se lembrar de proteger o rosto.

Escolas e Universidades são orientadas na prevenção do coronavírus (Foto: Reprodução/Getty Images)

A Secretaria diz ter solicitado a limpeza dos filtros de ar-condicionado e orientou que álcool em gel seja distribuído pelos institutos de educação. Além disso, será intensificada a entrega de material informativo sobre a doença.

-Publicidade-

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) publicou informações para a prevenção e suspendeu atividades extracurriculares. No total, existem 88 casos suspeitos no estado.

 

 

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

 

-Publicidade-