Sempre alerta! Bebê de 1 ano morre atropelado acidentalmente pelo avô na garagem de casa

O caso, que aconteceu no Rio Grande do Sul ainda está sendo investigado e a família ainda não se pronunciou sobre a perda do menino

Resumo da Notícia

  • O bebê foi atropelado acidentalmente pelo avô
  • Os pais foram visitar o idoso, que estava manobrando o carro e não viu o neto
  • O caso será investigado como homicídio culposo, onde não há intenção de matar
  • Ele foi para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos
Ele foi levado para o hospital, mas acabou não resistindo (Foto: Getty Images)

Na manhã da última terça-feira, 7 de abril, um bebê 1 ano sofreu um acidente doméstico e morreu atropelado pelo avô, em Ivoti, no Rio Grande do Sul. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, dado ao Jornal NH, ele foi levado ao Hospital São José, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

-Publicidade-

O acidente aconteceu por volta das 8 da manhã, na casa da família, e o óbito foi confirmado ainda neste período. Michele Arigony, delegada responsável pelo caso, afirmou que o menino estava na garagem do avô, onde o pai e a mãe estariam o visitando.

No momento do acidente, o idoso estava manobrando uma caminhonete Fiat Toro e não viu o bebê. “O caso será investigado pela Delegacia de Ivoti como homicídio culposo”, que é aquele onde não existe intenção de matar. A delegada ainda concluiu: “Eles estavam no hospital, e este é um momento muito delicado. Então vamos aguardar para ouvir cada familiar”.

-Publicidade-

Acidentes domésticos

Saiba quais são os acidentes mais recorrentes (Foto: Getty Images)

De acordo com os dados do Sistema de Vigilância de Violência e Acidentes do Ministério da Saúde, os principais acidentes domésticos com crianças são: afogamentos, queimaduras, intoxicação, quedas e brinquedos. Apesar destes, o atropelamento dentro de casa também é considerado um fator para os pais sempre ficarem em alerta.

Dentro de casa a atenção deve ser redobrada, pois principalmente no período de férias escolares, estes podem ser as maiores causas de morte entre crianças de 1 a 9 anos, de acordo com o Ministério da Saúde. As lesões não intencionadas representam mais de cinco mil óbitos por ano no Brasil, além de 110 mil hospitalizados. Destes casos, 90% deles poderiam ser evitados.

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!