Notícias

Sempre alerta: bebê puxa panela de água quente e tem 70% do corpo queimado

A criança foi levada para a Santa Casa

Cinthia Jardim

Cinthia Jardim ,filha de Luzinete e Marco

A criança derrubou água quente no corpo (Foto: reprodução / Getty Images)

Todo cuidado é pouco com os pequenos em casa, principalmente com objetos quentes! Uma menina, de 1 ano e dois meses, teve queimaduras de 2º grau após puxar uma panela com água quente, na tarde da última terça-feira, 1º de outubro, em Piracicaba, interior de São Paulo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, como foi informado ao G1, a criança teve 70% do corpo atingido. Ela foi levada imediatamente para o pronto atendimento da Santa Casa e passou por atendimento médico. O veículo entrou em contato com a assessoria de imprensa do local e foram informados que a menina ainda passa por avaliações.

O cuidado com os eletricidade também deve ser redobrado!

O bebê teve uma queimadura na língua (Foto: reprodução That’s Life)

Claire, de 25 anos, se despediu do marido Hugh, de 26, que estava indo para o trabalho e levou Oscar, um bebê de 14 meses, para brincar na sala de estar de casa. Eles passaram horas lendo livros, jogando e se divertindo com os brinquedos preferidos do menino. Quando a mulher se sentou no sofá, Oscar foi dar uma volta pela sala, como de costume, e também olhar pelas portas que dão para o jardim.

“Ouvi um barulho muito alto, que se parecia com um zumbido, e em seguida, ouvi meu filho chorando de dor. Ele estava deitado de costas com a cabeça apoiada em um canto da parede. Ele gritava e soluçava”, contou a mãe ao veículo That’s Life. Ela disse que quando olhou para as mãos do filho, viu que o menino estava segurando um cabo de lâmpada e que a ponta, possuía fios expostos.

“Na boca do Oscar vi que tinha algo branco e tentei puxar, pois achei que fosse um cordão, mas um cheiro de queimado saiu pela boca dele. Na verdade o objeto branco não era um barbante, e sim uma queimadura na língua”, explicou. Depois de que percebeu a gravidade do acidente, Claire chamou uma ambulância. “Ele começou a sangrar e enquanto eu o segurava no colo, consegui acalmá-lo“, desabafou.

Ele tomou um choque de 240 volts (Foto: reprodução / That’s Life)

Quatro ambulâncias chegaram à residência, mas um paramédico disse que o garoto precisava ser transportado por um helicóptero. Ele foi mandado para o Hospital Infantil de Westmead. “Entrei em pânico com a gravidade da situação”. Oscar precisou ser entubado, pois corria o risco de o inchaço da língua bloquear as vias aéreas e ele não conseguir respirar. Mais tarde foi descoberto que o menino havia tomado um choque de 240 volts na boca.

A UTI do hospital confirmou ao site que o garoto teve queimaduras de terceiro grau. “Quando Hugh chegou, comecei a chorar, porque achei que ele fosse me culpar. Ele me tranquilizou dizendo que iríamos resolver isso juntos”. No dia seguinte Oscar acordou e a língua já não estava mais tão inchada. “Foi preciso ensiná-lo a engolir e a comer de novo, mas ele finalmente podia fazer isso”.

Oscar recebeu alta depois de três dias internado e agora, seis meses depois do acidente pôde voltar a se alimentar normalmente. Depois de algumas consultas de acompanhamento, os médicos se impressionaram com a recuperação do garoto: “Estou muito feliz que o meu menino tenha conseguido”, concluiu a mãe.

Leia também:

Menino de cinco anos sofre queimaduras após pisar em brasas de fogueira: “Ele não consegue andar”

Mulher sofre queimaduras pelo corpo em acidente doméstico após esgotamento materno

Bebê de um ano tem queimaduras por conta de protetor solar e mãe alerta: “Tenham cuidado”

Fique por dentro do conteúdo do YouTube da Pais&Filhos: