Vídeo mostra por dentro como coronavírus causa danos nos pulmões de pacientes contaminados

Gravado pela Universidade George Washington, nos Estados Unidos, as imagens mostram o pulmão de uma pessoa infectada aos 59 anos por covid-19

Resumo da Notícia

  • O paciente das imagens tem 59 anos
  • As áreas registradas em amarelo, indicam inflamações nos pulmões
  • Os vídeos tem o intuito de conscientizar para o isolamento social
  • Alguns médicos acreditam que o coronavírus pode causar danos permanentes
As áreas em amarelo estão inflamadas (Foto: reprodução / YouTube)

Médicos do Hospital da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, divulgou um vídeo de como são os danos nos pulmões de pacientes contaminados por coronavírus. Além de alertar a população sobre os riscos, a equipe de saúde tem o objetivo de ajudar outros profissionais a entenderem melhor a doença.

-Publicidade-

Gravadas em 3D, as imagens foram feitas em um paciente de 59 anos, que era hipertenso, antes de ser contaminado. Desde que recebeu o teste positivo, a situação se agravou e neste momento o americano respira através de aparelhos, além de estar ligado à uma máquina que auxilia na oxigenação do sangue.

Keith Mortman, chefe de cirurgia torácica no hospital, disse em entrevista à CNN que: “Este não é um paciente diabético, imunossuprimido, com 70, 80 anos de idade. Além da pressão alta, ele não tem outros problemas médicos significativos. Esse é um cara que cuida da própria vida”.

-Publicidade-
O paciente tem 59 anos (Foto: reprodução / YouTube)

Para conscientizar as pessoas sobre o isolamento social, a equipe também compartilhou no início de março, imagens de raios-X e ressonâncias magnéticas feitas por médicos chineses. Ainda no mesmo mês, a equipe do Hospital de Hong Kong, na China, afirmou que o covid-19 pode causar danos permanentes nos pulmões, pois de acordo com alguns médicos, causa uma queda de 20% a 30% nas funções mesmo após a recuperação.

Nos vídeo compartilhado pelo Hospital da Universidade George Washington, as áreas inflamadas estão em amarelo. A médica explica ainda que: “Ele entra nas membranas mucosas e depois no pulmão. A maneira como o corpo tenta controlar isso resulta em inflamação. Ainda é possível visualizar que os danos não ficam em apenas uma região, podendo assim se espalhar rapidamente de forma agressiva.

Assista ao vídeo completo:

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-