Pais

12 dicas de uma comissária para arrumar sua mala como um profissional (sem precisar pular em cima!)

Ana Paula Martins compartilha o que aprendeu nesses anos dentro do avião e mostra uma forma fácil de garantir que leve tudo o que sua família precisa

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Cabe tudo o que você precisa (Foto: Getty Images)Viajar é tudo de bom. Faz bem para a alma e para o espírito. Mas antes de desfrutar do passeio é necessário planejamento. Uma das partes que mais atormenta no processo é montar a mala. Parece simples e até algo superficial, mas essa preparação é motivo de dor de cabeça de muita gente. Por isso, conversamos com a comissária de bordo Ana Paula Martins, filha de Eliana e Milton, para te ajudar a tirar de letra.

Pense como um lego. Sim, preparar a mala para uma viagem pode ser tão divertido e desafiador como uma brincadeira de criança. As peças se encaixam e complementam, mas é você quem as controla. Se coloca essas mais próximas, tem um ganho maior de espaço. O mesmo acontece com a mala de viagem, ao juntar os itens de forma que se encaixem, você também economiza espaço na bagagem. 

O famoso quebra-cabeça que você tanto brincou na infância volta para a fase adulta em um nível hard ou até expert dependendo do que pretende levar com você. Preencher espaço deve ser a sua meta e o que te fará vencer. Para começo de conversa, a analogia também é válida. Qual o primeiro passo quando recebe o jogo? Espalhar todas as peças que possui. Faça o mesmo com o que pretende colocar na mala. “Pensar nela é uma tarefa mais difícil do que propriamente montá-la”, explica Ana Paula.

Saiba como organizar a mala para caber tudo (Foto: Getty Images)

Separamos 12 dicas para te ajudar a arrumar a mala da família de forma fácil e prática:

1. Comece a montar a mala cerca de 4 dias antes voo: isso depende do tamanho da família, mas tomando como referência dois adultos e duas crianças, esse tempo é o suficiente para garantir que você não esqueça nada.

2. Cheque a meteorologia do local e combine com os programas que irá fazer: fazer isso vai te ajudar a filtrar quais roupas você deve levar e quais pode deixar de fora, além de garantir maior acerto e menos perrengues na viagem.

3. Leve apenas o essencial: é fácil falar, mas difícil fazer. Por isso, Ana Paula ensina uma equação básica para te ajudar nessa missão:

  • Calcule o número de dias que vai passar fora.
  • Compare o roteiro com as roupas ideais de cada evento.
  • Espalhe tudo em cima da cama e tente montar mais de um look com a mesma peça.
  • Use e abuse dos acessórios. A mesma roupa parece outra com um lenço, cardigã ou colar — e eles ocupam pouco espaço.

As dicas são de quem entende de viagem (Foto: Getty Images)

4. Aposte nos itens coringa: assim, você diminuirá a quantidade de peças na mala sem perder o charme e versatilidade dos looks.

5. Aproveite todos os espaços: vale resgatar na memória as habilidades para o jogo de lego. O céu é o limite e a criatividade está aí para isso. Vale colocar meia dentro do sapato e “embalar” os itens mais frágeis com roupas. A ideia é preencher qualquer área vazia.

6. Nada de pular em cima da mala para fechar o zíper: a nova onda é pegar o aspirador de pó da sua casa, embalar tudo em plástico (space bag) e deixar uma única fresta para sugar o oxigênio. Superfunciona. Na volta, basta pedir o aspirador emprestado do hotel e repetir o processo.

Organizando, cabe tudo (Foto: Getty Images)

7. Não é só tirar, também precisa pôr: tem alguns pertences essenciais para levar em uma viagem de família, como remédios de uso rotineiro e eventual, artigos de uso íntimo pessoal, documentos e vacinações em dia, e carregadores/adaptadores de tomada.

8. A mala de mão é sua melhor amiga: para decidir o que é essencial para ter em mãos durante e logo depois do voo, faça a pergunta: “Se minha bagagem sumir, o que eu não vivo sem por pelo menos 24 horas?”. A resposta é pessoal, mas é isso que você deve colocar na bagagem de mão.

9. Leve alguma distração para as crianças: se o voo já é cansativo para os adultos, imagina para as crianças. Por isso, é legal levar um brinquedo para o seu filho durante o trajeto. Pode ser desde um livro de colorir até um iPad.

10. Aquele marmitex cai muito bem: pelas crianças terem um paladar diferente, é aconselhado levar alguma comida para o avião. Mas nada muito exagerado, já que o alimento pode não passar pela Polícia Federal ao pousar.

Garanta uma viagem tranquila desde a ida (Foto: Getty Images)

11. Bom senso é sempre bem-vindo: para garantir a boa convivência, vale partir daquele clássico ponto: não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você. Com o respeito, a viagem de todos será menos cansativa e mais prazerosa.

12. Para deixar fora da mala: vidros de produtos enormes (leve apenas o que vai consumir ou deixe para comprar no local), objetos cortantes na mala de mão, roupas e sapatos que “acha” que vai usar.

 

Depois de todo esse esforço, nada mais justo que curtir esses dias em família. Acomode-se na poltrona e aperte o cinto de segurança. Desejamos a todos uma ótima viagem!

Leia também:

Intercâmbio em família: é possível fazer a viagem ao lado de quem mais ama

10 opções diferentes de viagem para você começar a programar suas próximas férias com a família

Como planejar uma viagem que seja legal para a família inteira