Pais

5 coisas que mães de primeira viagem estão cansadas de ouvir

É cada uma que não dá pra aguentar, né?

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

Coisas que você precisa saber sobre mães de primeira viagem (Foto: Getty Images)

As primeiras semanas e meses da vida do bebê podem ser muito intensas, e não apenas porque você não dorme. Elas são intensas porque você está em um mundo totalmente novo, você está tentando acompanhar a rotina dessa nova pessoa que está no mundo e que depende totalmente de você.

O mundo moderno não costuma ter muita compaixão com as mulheres nesse período da vida. Os pais de crianças mais velhas, muitas vezes, se esquecem de como é ser um pai ou mãe de primeira viagem.

As mães estão vivendo a mais extrema mudança de suas vidas. Então aqui estão algumas dicas para lidar com isso.

1) Um novo membro na família
A partir do momento em que o bebê deixa o útero da mãe, ela se sente pronta para se conectar com ele de outra forma. É uma mistura de hormônios e instintos. Muitas mães saem correndo quando ouvem o bebê chorando, prontas para niná-lo para que ele caia no sono. Dizer para uma mãe que ela “deixe o bebê em paz”, “deixe ele chorar”, “não se preocupe” não é legal.

2) Amamentação
Essa é a necessidade mais básica para qualquer mamífero na terra: alimentar seus filhos e mantê-los vivos. As novas mães se sentem desesperadas para fazer a coisa certa com o bebê. Algumas mães podem estar lidando com a pouca produção de leite, dores estranhas, mastites… Quando a amamentação “dá errado”, pode ser uma situação muito difícil pra ela. Nesse caso, ela precisa de empatia, não de julgamento.

A amamentação é um dos períodos mais importantes para a mãe (Foto: Shutterstock)

3) Ganho de peso
Essa experiência está ligada com a amamentação: a preocupação é se o filho está ganhando peso ou não. Medos sobre o suprimento do leite deixam algumas mães com o sentimento de que seu corpo está falhando e que elas estão falhando com o bebê. Dizer para elas não se preocuparem com isso também não funciona e não ajuda.

4) Dormir
Alguns bebês dormem como anjos. Outros dão mais trabalho para entrar em uma rotina de sono.
Novas mães não farão absolutamente nada enquanto seu bebê não dormir. Isso não é uma reação exagerada, isso é sobrevivência. Não diga para ela que ela está “exagerando”.

Alguns bebês demoram para criar uma rotina de sono (Foto: GettyImage)

5) Todos os “conselhos”
Mães podem encontrar informações conflitantes de fontes confiáveis sobre todos os problemas descritos acima. Isso deixa as mães confusas sobre qual caminho seguir e, claro, não podemos deixar de lado os conselhos de outras pessoas.

Todas as coisas que você acha que uma mãe de primeira viagem está se preocupando podem ser muito diferentes vistas de outras perspectivas. Essa é a transformação mais significativa da vida dela, então ela está trabalhando nisso e levando a sério.

A melhor coisa a se fazer é oferecer compaixão e ouvir o que ela tem a dizer. Apoie suas escolhas quando necessário, ela só está interessada no bem do próprio filho. Dessa forma, as mulheres podem fazer a transição da maternidade da maneira que deveriam: com confiança e alegria.

Leia também:

Mãe doa o útero para outra mulher e o motivo é muito emocionante

Parto normal: 5 dicas que você precisa saber

8 dicas para criar uma rotina de sono para o bebê