Bebês

Chimpanzé estéril cuida de filhotes mortos para sentir a experiência de ser mãe

Lucy já fez isso algumas vezes

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

A chimpanzé com o filhote morto (Foto: reprodução/Revista Primates)

A maternidade é o sonho de muitas mulheres e, pelo visto, de animais também. A chimpanzé apelidada de Lucy tem 21 anos de idade e adotou um filhote morto como filho. O caso foi contado na revista Primates e chamou atenção do público pelo cuidado e carinho da nova “mãe”.

De acordo com os cientistas, os chimpanzés começam a ter filho com 13 de anos de idade. Como Lucy já teve relações sexuais com outros machos e nunca engravidou, os especialistas concluíram que ela é estéril. No dia 6 de maio, após uma outra chimpanzé, chamada de Bronte, carregou seu filhote falecido de cinco meses até deixá-lo ao lado das outras fêmeas.

Lucy, então, teve a atitude de agarrar o filhote e levou junto de seu ventre por alguns metros. Ela começou a limpar o corpo e passou longas horas cuidado do chimpanzé. Nesse tempo, preparou um ninho feito com galhos e aproveitou para cochilar junto do bebê. Lucy tentou reanimá-lo, com algumas batidas.

Quando as fêmeas decidiram avançar pela floresta, a chimpanzé carregou o filhote, mas após um período, desistiu e apenas seguiu caminho.  O primatólogo que fez parte da pesquisa, Jacob Negrey contou ao El País: “Até onde eu sei, nosso estudo é o primeiro relato publicado de uma chimpanzé fêmea adulta estéril brincando de ser mãe com cadáveres. Há alguns exemplos de fêmeas adultas em outros lugares que carregam pedaços de madeira, comprados pelos cientistas como bonecas, mas o alcance de suas interações é mínimo“.

Mesmo sendo o primeiro caso registrado, não foi tanta surpresa para os especialistas, já que Lucy já havia tido uma atitude parecida em anos anteriores, ao aparecer com um filhote de galago morto. Mesmo sendo uma espécie que os chimpanzés se alimentam, ela teve o mesmo cuidado que com o filhote de Bronte.

Por esse motivo, os cientistas do Parque Nacional de Kibale, em Uganda, acreditam que Lucy ainda repetirá esse hábito algumas vezes. Como não pode ser mãe, ela usa essas oportunidades para ter a experiência.

Leia também:

Mães chimpanzés fazem de tudo pelos filhos meninos e você pode se identificar com o motivo

Emocionante: mãe estéril narra como foi assistir ao parto do seu próprio filho

Menino de 6 anos faz declaração em velório da mãe e o vídeo é emocionante