Pais

Empreender é caminho de mãe após a maternidade: “Me sinto muito empoderada”

Laís ajuda outras mulheres a se encontrarem

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Ela quis fazer diferente do que via no mercado de trabalho (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

Laís Chedid se encontrou no empreendedorismo e, hoje, ajuda outras mulheres que querem iniciar um negócio próprio. Ela usa a experiência e vivência para garantir que as mães se realizem na carreira: 

“Eu sou publicitária, venho de multinacionais e olhava as mães que trabalhavam comigo em uma situação que me dava um nó na cabeça. Quando os filhos ficavam doentes, elas não podiam estar em casa com eles, precisavam estar na empresa

Ao mesmo tempo, o dia delas não era nada produtivo, porque a cabeça (e o coração) estava lá com os pequenos. Eu não sabia como, mas sabia que quando fosse mãe seria diferente.

Eu virei a chave do CLT para o CNPJ, encontrei o meu caminho com mulheres empreendedoras e fui entendendo como trabalhar, qual era o meu negócio. Faz 5 anos que isso aconteceu e somente agora, depois de me tornar mãe, consigo realmente trabalhar com o meu propósito

A maternidade ressignificou muitas coisas na minha vida e o trabalho foi uma delas. O meu tempo é muito mais valioso após ser mãe, talvez por isso que eu seja muito mais produtiva e também muito mais corajosa.

O Arthur tem 9 meses e depois de tudo o que vivenciei na gestação, no trabalho de parto, na amamentação e noite após noite, dia após dia no meu maternar, me sinto muito empoderada. Muito forte!

Hoje, eu realizo mentoria de marketing para empreendedoras e atuo ajudando mulheres a trabalharem com a sua verdade. Faz parte do meu dia a dia fazer reuniões com mães amamentando e filhos brincando.

Afinal de contas, a maternidade é um dos principais fatores motivadores para uma mulher ter o seu próprio negócio. Não podemos falar sobre empreendedorismo sem olhar para a mulher que está por trás daquele negócio. É muito bonito!”.

Assim, como Laís, nós também queremos valorizar e incentivar o empreendedorismo materno. Se esse é o seu sonho ou realidade, faça parte do projeto Nascer de Novo, nossa parceria com a Brascol.

Leia também:

Roupas “tal mãe, tal filha” vira projeto de mãe após não achar o que queria no mercado

Paixão pela gastronomia e chegada do filho fazem mãe criar um negócio próprio

Tradição de família vira negócio e mãe cria Sonheria em São Paulo