Pais

Estudo diz que o carinho pós-sexo é melhor do que o próprio ato

A gente já sabia! O carinho deixa a conexão mais forte entre o casal

Logo-Parents (1)
Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Aqui está algo que a maioria das mulheres provavelmente já falou: o carinho pós-sexo torna as pessoas mais felizes do que o próprio ato da relação sexual. E isso é de acordo com a ciência – ou pelo menos dos novos estudos publicados no Boletim de Personalidade e Psicologia Social.

Estudos anteriores mostraram uma relação entre sexo e aumento do bem-estar, mas o coautor do estudo, Anik Debrot, disse que tudo isso é porque fazer sexo promove a experiência do afeto. “O sexo não só é benéfico por causa de seus efeitos fisiológicos ou hedônicos, mas porque promove uma conexão mais forte e positiva com o parceiro”, ela explicou.

A nova pesquisa é composta por quatro estudos. Nos dois primeiros, os pesquisadores avaliaram a correlação entre sexo e felicidade, realizando pesquisas de centenas de homens e mulheres em relacionamentos. Ambos confirmaram que ter mais sexo leva ao aumento da positividade e satisfação com a vida. Mas eles também revelaram que essa satisfação dependia do uso de toques carinhosos como abraços, beijos e carinhos.

Para o terceiro e quarto estudos, os autores pediram a mais de 100 casais para registrar em um diário quando eles tiveram relações sexuais, quando o carinho foi mostrado e qual era o humor deles por 10 dias. Os resultados? Quanto mais sexo um casal teve durante esse período de 10 dias, maior a satisfação do relacionamento deles seis meses depois – contanto que eles também tivessem obtido muito carinho.

“Nossas descobertas sugerem que é importante manter uma conexão íntima com seu parceiro”, explicou a co-pesquisadora Amy Muise. “Mas você não precisa fazer sexo todos os dias, desde que mantenha essa conexão”.