Pais

Festa de divórcio? Conheça a nova tendência que transforma o fim do casamento em uma celebração

No Instagram, a hashtag "#divorceparty" exibe várias fotos e vídeos alegres que documentam a nova moda

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

Aparentemente é a febre do momento e já tem dezenas de pais fazendo isso nos Estados Unidos (Foto: Getty Images)

No final da década de 1950, a imagem de uma mãe divorciada foi levantada na série The Marvelous Mrs. Maisel, vencedora do Emmy, mostrando que isso estava longe de ser socialmente aceito entre amigos, familiares e a sociedade como um todo. O programa destacava como todos reagem com horror, vergonha e confusão quando a personagem principal explica que está acabando seu casamento. Afinal, em 1958, apenas 8,9% dos casais se identificavam como divorciados, segundo dados do Sistema Nacional de Estatísticas Vitais.

Apesar da reação que enfrentaram na época, a história provaria que isso se tornaria comum. Quando as leis começaram a mudar na década de 1970, as taxas de divórcio começaram a decolar e, hoje, quase metade dos casamentos acabam sendo legalmente dissolvidos. Essa estatística repetida muitas vezes tornou possível para as mulheres não só possuir o processo de terminar seus casamentos, mas para celebrar abertamente esse acontecimento.

Festas de divórcio

Sim, é isso mesmo. Aparentemente é a nova febre do momento e já existem dezenas pastas no Pinterest sobre isso. No Instagram, a hashtag “#divorceparty” exibe várias fotos e vídeos alegres que documentam a tendência. Como Katie Bingham-Smith descreve, “as mulheres assinam os papéis, depois se viram e temos fornecedores e DJs para celebrar o fato de que elas estão prestes a começar o segundo capítulo de suas vidas”.

O que os especialistas estão dizendo

Elizabeth Cohen, uma psicóloga clínica que tem como objetivo “ajudar as pessoas a montar seu próprio programa de recuperação emocional após a difícil tarefa de arquivar e finalizar o divórcio”. Ela diz que esse processo é seguido por um “resplendor”, marcado pelo “potencial de viver mais apaixonadamente e em maior alinhamento com seus valores mais profundos”.

As festas de divórcio servem como uma maneira de receber este novo capítulo, observa Cohen. “O divórcio traz consigo a oportunidade de aprender, curar e crescer”, diz ela. “Poderia ser visto como uma matrícula, em vez de um fim para muitas pessoas”.

Tara Eisenhard, instrutora de divórcio, mediadora e autora do livro The D-Word: divórcio através dos olhos de uma criança, concorda que deve encorajar as pessoas a fazer algo, seja “uma festa ou uma cerimônia de algum tipo”, para marcar a ocasião. “De modo geral, nossa sociedade não tem estrutura ou ritual em torno do divórcio, da maneira como fazemos para aniversários, formaturas, aposentadoria e morte”, disse em entrevista à Parents.

Como funciona

A festa pode incluir uma viagem para Las Vegas, muita bebida ou apenas alguma celebração que dê um up no astral da ex-esposa. Mas não há realmente nenhuma regra a ser seguida. “As celebrações podem acontecer em qualquer lugar e podem ser grandes ou pequenas”, explica Eisenhard.

Alli Scott, uma mãe de Massachusetts recentemente ajudou a montar um coquetel de divórcio para uma amiga. “Foi em um local que ela amava com cerca de 10 amigas. Nós a surpreendemos com um bolo. Foi tudo para ela poder celebrar o fechamento de um capítulo muito longo e difícil em sua vida”, explica.

Para Shermain Jeremy, mãe de dois e fundadora da 4MomsLikeMe.com, uma festa de divórcio é uma maneira de dar tapinha nas costas depois de uma mulher passar por “tanto trauma”. Por isso, sua festa foi realizada em um setor privado de um restaurante popular no Harlem, Nova York, e contou com cupcakes personalizados e recados que diziam: “Eu te amo”. Fofo, né?

Depois de terminar seu casamento, Jessica Smith, uma mãe de Marion, Iowa, optou por uma noite discreta em um karaokê de um bar. “Parecia que eu poderia finalmente seguir em frente com a minha vida”, compartilha Jessica.

Leia também:

Como proteger as Crianças durante o divórcio

14 sinais de que você está pronta para namorar após o divórcio

Divórcio na gravidez: “Decidi, quando dei à luz ao meu filho, que não seria uma vítima”