Pais

Mãe cria novo negócio inspirado na maternidade

Cristina se inspirou nas avós para criar a marca Nina&Maria e resolveu homenageá-las na escolha cuidadosa do nome e logo

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Esta é Cristina Pleszko, designer, mãe de Luca e dona da Nina&Maria ninaemaria.com.br (Foto: Cris Custodio)

Os avós deixam legado para a família toda. Na vida de Cristina Pleszko, as avós não apenas marcaram sua infância, mas foram fonte de inspiração para criar um negócio próprio. Ela sempre foi apaixonada por bebês e tinha o sonho de ser mãe. Workaholic, sabia que não conseguiria parar de trabalhar, mas também não deixaria de acompanhar o desenvolvimento do filho e, por isso, o único caminho foi empreender.

Os planejamentos começaram antes mesmo da gravidez, para garantir que tudo estivesse estruturado quando o filho chegasse, e a ideia surgiu quando ela foi acompanhar a cunhada na escolha do enxoval. Entre uma roupa e outra, ela lembrou das malharias das avós. “Em uma época em que as mulheres eram tão dependentes e submissas, elas desenvolveram um negócio e fizeram sucesso”, conta.

As duas vieram da Rússia para o Brasil e são exemplo de força. “Eu ficava na loja brincando com as linhas de tricô, botões, embalagens e etiquetas. Adorava o clima de fábrica”. Foi com essa memória que a decisão de seguir no ramo surgiu – e ela fez questão de homenagear suas principais inspirações, Nina e Maria, suas avós, tanto no nome da loja quanto no logo. Como designer, desenhou e escolheu uma Matrioshka (boneca russa de onde outras menores saem do interior) como símbolo.

As peças são produzidas à mão com muito amor e carinho (Foto: Cris Custodio)

“Além de representar a nossa descendência, elas simbolizam o ato de dar à luz“, explica. Cristina mergulhou no universo materno e usa as redes sociais para dividir sua experiência com a vinda de Luca, de 1 ano. A loja, antes apenas virtual, também ganhou um espaço físico em São Paulo com o aumento das vendas.

Com a Nina&Maria completando 3 anos, o carro-chefe são macacões de tricô, feitos de forma artesanal. Um dos maiores privilégios de ter o próprio negócio é poder ter a visita do filho em seu escritório, quase que diariamente. “Empreender é difícil, mas é tão gratificante saber que famílias escolhem a minha criação para ser a primeira roupa do bem mais precioso delas!”, finaliza.

Leia também:

Quer ser a dona do seu próprio negócio? Conheça o projeto Nascer de Novo

Mãe conta como conseguiu um novo emprego no final da gestação e aconselha: “Não tenha medo de arriscar”

Saiba como esse maiô mudou a história de uma família e ajudou a desapegar