Pais

Mãe cria regra com marido sobre sexo e texto faz sucesso na internet

Funcionou para eles. Será que serve para você?

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

A maternidade muda muita coisa na rotina da família, todo mundo sabe, e o relacionamento do casal é uma delas, mas tudo é uma questão de administrar e organizar tudo. Sobre isso, encontramos o relato anônimo de uma mãe de dois filhos no POPSugar e adoramos a ideia desse casal para não deixar o fogo do entre os dois se apagar. Leia na íntegra:

Sexo uma vez por semana – essa é a regra não escrita e não dita que eu e meu marido usamos desde que a fase do “eu preciso fazer sexo” fracassou. E sejamos honestos, o fogo geralmente diminui depois dos primeiros anos de recém-casada e chega perigosamente perto de ser eliminado quando você tem filhos. Mas enquanto você fizer um esforço, uma chama sempre estará lá – às vezes pequena, às vezes grande. Para meu marido e eu, esse esforço acontece uma vez por semana. E depois de conversar com as minhas amigas sobre essa regra sexual, descobrimos que não estamos sozinhos.

Minhas amigas e eu não temos vergonha quando falamos sobre nossas vidas sexuais com nossos parceiros (algo que nossos maridos estão bem cientes). Falamos sobre tudo: que tipo de contracepção usamos, posições diferentes, quando somos pegos pelas crianças e muito mais. Mas, apesar de nossas opiniões sexuais variadas, concordamos unanimemente que vamos tentar fazer isso uma vez por semana. Todas nós descobrimos que, se deixarmos as crianças administrarem a casa e não conseguirmos fazer sexo pelo menos uma vez por semana, é fácil cair numa rotina (o que já aconteceu com todas nós em algum momento).

Meus filhos estão um pouco mais velhos agora com quatro e seis anos, então eles não estão sugando minha energia tanto quanto costumavam. Hoje, nossa vida sexual pode ser muito mais espontânea. Se eu disser: “Vamos colocar um desenho para as crianças”, meu marido sabe exatamente o que isso significa. Ele corre para pegar o controle remoto e me persegue até o nosso quarto.

Acho importante manter as relações em dia, ainda mais agora, porque quando nossos filhos eram bebês eu mal conseguia fazer sexo. E sei que isso também afetou meu marido, mas descobri que nós, mulheres, conseguimos ficar muito mais tempo sem sexo do que os nossos parceiros.

Depois de trocar cinco fraldas, dobrar 20 minúsculos macacões, descarregar a máquina de lavar louça e amamentar 100 vezes por dia, quem se sente com vontade de ter relações? Eu com certeza não tinha. Mas depois da fase do bebê, percebi que ser íntima com meu marido era algo que deveria tratar como uma prioridade novamente, não só para ele, mas para mim mesma.

Então, meu marido e eu seguimos nossa regra para fazer sexo pelo menos uma vez por semana. Nós a seguimos e nunca precisamos falar sobre isso. Com uma piscada a gente já se entende. Espero que meu marido e eu sigamos essa regra pelo tempo que pudermos, porque é algo que nos ajuda a manter a fogo no nosso casamento – que esperamos que nunca acabe”.

Leia também:

Estudo diz que o carinho pós-sexo é melhor do que o próprio ato

Sexo depois do nascimento do bebê é essencial para a vida do casal

Gravidez e sexo combinam sim!

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não