Pais

Mãe de gêmeos decide desapegar online: “Empreender faz bem para o nosso espírito”

Simone optou por cuidar dos filhos de perto e deixou o trabalho

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Ela deu um destino para as roupas que estavam acumulando no armário (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

A maternidade traz muitas surpresas na vida de uma mulher. Simone Serigato nem precisou dar à luz para receber a primeira: estava à espera de gêmeos. Ela, que já era mãe do Lucca, desejou muito a gestação.

Se com o primeiro filho, a chegada foi tranquila, mas por precisar colocar na escola tão cedo, ficou bastante doente, a experiência com Miguel e Leonardo foi diferente. Eles nasceram prematuros e a mãe não queria repetir o história do primogênito. 

“Nesse momento eu tive que optar pela minha vida profissional ou cuidar dos meus filhos, então acabei decidindo por ficar em casa”, conta. Com a rede de apoio dos familiares, ela tem conseguido dar conta de tudo.

Simone é grata pela relação próxima que estabeleceu. E passando um tempo com eles, percebeu que as roupas dos filhos estavam acumulando no armário. Muitas delas do enxoval que fez enquanto grávida nos Estados Unidos. 

“A minha casa estava cheia de peças e as crianças já estavam mudando de fase”, explica. Como não havia outros bebês de conhecidos para doar, decidiu desapegar de um jeito diferente. 

Ela criou a Lojinha da Simone Serigato no brechó online Antes de Mim, um espaço para anunciar os itens que não servem mais para seu filho e fazer uma renda extra incentivando o consumo sustentável. 

“É um site de mãe para mãe”, elogia. Ela começou cadastrando poucos produtos, mas percebendo a demanda, encheu a loja e justifica: “Mesmo que eu não consiga 100% do valor que paguei, já é um dinheiro que vai me ajudar a comprar o enxoval para a segunda fase”.

Simone considera uma corrente do bem. “Assim como ajudei uma mãe que precisava comprar uma peça ou acessório pela metade do preço original através de mim, eu tive a mesma oportunidade com outra mãe”, comenta. 

Por isso, faz questão de enviar uma carta junto com o produto, contando como usou aquela peça, como foi útil e agradecendo a mulher. “Empreender faz bem para o nosso espírito”, opina. 

Simone entende que, na situação atual do país, todo mundo está precisando empreender um pouco, seja dentro ou fora de casa. Com a loja no site Antes de Mim, se diz ansiosa para as novas vendas. 

Leia também:

Mãe perde roupas da filha praticamente sem uso e decide anunciar online em brechó

Imprevisto faz mãe se virar nos trinta para comprar roupa da filha em casamento

12 itens para garantir as férias com muita diversão em família