Pais

Mãe desabafa sobre ter uma rede de apoio: “Sei que estarão lá para o que eu precisar”

No começo, Rebecca não gostava muito da ideia, mas algo fez com que ela mudasse de opinião

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

A mãe desabafou sobre a importância de rede de apoio (Foto: Getty Images)

Rebecca Brown publicou um desabafo no site PopSugar sobre a dificuldade de encontrar uma rede de apoio. “Inicialmente, não fazia sentido para mim. Muitos amigos meus têm filhos pequenos, mas moram muito longe. Então eu não via a necessidade de substituí-los para dar uma chance às amizades novas”, explicou.

Ela começou a procurar por uma rede de apoio quando estava grávida: “Entrei em vários grupos de mães do Facebook e comecei a interagir com postagens de outras pessoas. De repente, encontrei uma mãe que estava procurando por uma amiga. Ótimo, eu também estava!”.

A nova amiga de Rebecca era nova no bairro e queria conhecer outras mães ou futuras mães. Ela mandou uma mensagem para a nova amiga e elas combinaram de se encontrar, porém, a mulher não foi no “encontro”.

Depois, ela explicou que teve um imprevisto com os filhos e precisou cancelar de última hora. Rebecca entendeu o que tinha acontecido, pois sabia muito bem o que a mãe estava passando. Foi então que ela entendeu o que significava ter amigas que são mães como uma rede de apoio.

“Isso não é só sobre você. É sobre sua família inteira. Eu me lembro da primeira vez que uma desconhecida me ofereceu uma bolsa para usar durante uma caminhada porque eu não tinha nada para segurar a mamadeira do meu filho. Isso me comoveu porque eu não conhecia aquela mulher, mas significou muito para mim”, relembrou.

“Semanas depois, quando ela disse que precisava de uma fórmula, eu me apressei para oferecer uma extra. Além disso, vocês não precisam falar apenas sobre os filhos. Falem sobre suas carreiras, famílias, coisas que estão acontecendo nas redes sociais, falem sobre a vida!”.

Rebecca conclui o relato dizendo que ela se sentiu muito acolhida por essas mães: “Sei que, mesmo que eu não possa comparecer aos encontros marcados, minha rede de apoio estará lá para ler meus desabafos e ajudar sempre que for preciso”.

Leia também:

“Mansão das mães solteiras”: amigas decidem morar juntas depois de divórcio e criam rede de apoio

Juntos é possível: qual é a importância de ter uma rede de apoio para criar os filhos?

Mãe conta como foi a adaptação da rotina com sêxtuplos recém-nascidos: “Precisei de uma rede de apoio”