Pais

Mãe produz leite pela vagina e o caso vira assunto mundial

O caso aconteceu na Áustria

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

(Foto: iStock)

Uma mãe de 29 anos começou a produzir leite pela vulva após dar à luz. De acordo com o Daily Mail, ela começou a sentir uma dor muito grande em um lado da vulva e, alguns dias após o parto, ela teve um inchaço na área e um líquido branco estava vazando. Em um exame mais detalhado, os médicos perceberam que o fluido era leite e que a mulher tinha o tecido mamário crescendo dentro da virilha.

O Dr. Richard Mayer, do Hospital Universitário Kepler, tinha feito o parto do segundo filho dela antes que esse problema começasse. Em entrevista ao Daily Mail, ele disse que nunca tinha visto um caso como esse e que acredita que doeu muito por causa dos pontos que foram colocados depois do parto.

Os pontos cobriam o “ducto excretor”, do qual o leite estava tentando sair. Os médicos descobriram que ela tinha um tecido mamário na virilha, uma condição genética comum na qual o mesmo tecido encontrado no peito da mulher cresce em outras partes do corpo.

Estima-se que 2 a 6 por cento das mulheres tenham essa condição e que é mais comum que o tecido afete as axilas, embora ele também possa crescer na virilha, nas costas, nas coxas e até mesmo no rosto.

O Dr. Mayer e sua equipe fizeram um ultrassom na vulva da mãe e descobriram que, no fundo, o tecido parecia uma mama em lactação. A mulher revelou que teve um inchaço semelhante depois de dar à luz seu primeiro filho, mas que não tinha acontecido um vazamento de leite.

De acordo com o Dr. Mayer, o tecido pode ser mais fácil de detectar quando as mulheres estão grávidas, porque é comum que elas inchem quando o corpo começa a produzir leite.

Os pontos na vulva da mãe foram removidos, o que ajudou a aliviar a dor. O inchaço e o vazamento de leite diminuíram duas semanas depois. O Dr. Mayer acrescenta que o câncer de mama ectópico pode crescer, por isso ele recomenda que as mulheres e os médicos responsáveis devem considerar a possibilidade de removê-lo cirurgicamente.

Leia também:

Tire todas as suas dúvidas sobre amamentação de gêmeos

Mãe desabafa sobre amamentação: “Às vezes, quero arrancar meu peito para poder descansar”

Mãe exausta fala sobre amamentação: “Eu pedi para minha mãe dar peito para minha filha”