Pais

Dor no corpo pode atrapalhar o relacionamento com seu filho

Foi comprovado cientificamente por uma pesquisa do Ibope Conecta em parceria com Advil

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: iStock)

89% das mulheres afirmaram que a dor afeta a forma de cuidar dos filhos (Foto: iStock)

A gente imagina que a sua vida mudou completamente depois da maternidade. Administrar os horários é quase impossível e há tantas responsabilidades que às vezes você não sabe nem por onde começar. Não tem problema, aliás, isso acontece com todas! Mas o mais difícil é quando as dores físicas aparecem. Aí não tem jeito!

Uma pesquisa chamada “A Dor no Cotidiano” feita pelo Ibope Conecta em parceria com Advil entrevistou mais de 1.954 brasileiros. 528 dos entrevistados eram mães e reclamaram de dores diariamente. Entre elas, 89% afirmaram que isso afeta diretamente a forma que elas cuidam dos filhos.

“A dor deve ser entendida no contexto social, físico e emocional. O impacto emocional do incômodo acaba interferindo na capacidade de participar de atividades diárias, o que pode afetar negativamente os relacionamentos e as interações”, afirmou Luiz Henrique Fernandes, diretor médico Latam da Pfizer Consumer Healthcare. Além disso, a intensidade da dor também deve ser levada em consideração.

(Foto: Shutterstock)

42% das mulheres disseram que a dor causa irritação (Foto: Shutterstock)

42% das entrevistadas comentaram que a dor também as deixam irritadas e mal-humoradas. Outros 35% ficam decepcionadas por a dor não deixar que elas cuidem do filho da maneira que elas gostariam. Levando esses números altos em conta, resolvemos relembrar nosso lema de sempre: mãe também é gente. E, por isso, precisa se cuidar.

O bem-estar do seu filho depende do seu, então é necessário que você busque formas de evitar essas dores constantes. Praticar exercícios, tirar um tempo para você, dormir e se alimentar bem são algumas das pequenas coisas que ajudam a aliviar o estresse do dia a dia.

Leia também:

Viaje sem dor de cabeça

Você sabia que criança também pode ter dor nas costas?

A maternidade virou minha vida de cabeça para baixo