Pais

Tradição de família vira negócio e mãe cria Sonheria em São Paulo

Ela cresceu rodeada de doces

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Aline teve como inspiração a mãe e a filha (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

Aline Mariano cresceu com a mãe cozinhando vários doces. Ela se recorda com carinho dos momentos juntas preparando as receitas. Por isso, mais velha e com uma filha, ela decidiu dar continuidade e criar a própria Sonheria:

“Eu sou bióloga de formação e empreendedora de coração. A Fábrica de Sonhos foi um projeto idealizado por mim em meados de 2016, em meio a uma crise existencial e financeira.

Hoje, sou proprietária da empresa, uma Sonheria e Cafeteria, na cidade de Atibaia, interior de São Paulo. Mas os sonhos, esses sim, começaram lá atrás. 

Não me lembro o ano, mas era criança quando minha mãe, Izildinha, fazia sonhos maravilhosos, uma receita de família. E de tanto elogiarem e, para também ter uma renda extra, começou a vender. 

Eu me lembro perfeitamente de como era fantástico ajudá-la no preparo e venda. Talvez nesse momento, minha mãe tenha plantado em mim a semente do empreendedorismo. Segui meu caminho e os sonhos voltaram a ser apenas um doce ou sobremesa para algum dia especial.

O projeto A Fábrica de Sonhos só surgiu em 2016, mas não saiu do papel e foi engavetado. Entre 2016 e 2017, muitas coisas aconteceram: mudança de vida, mudança de casa e de cidade. 

Em Atibaia, decidi fazer algo novo, mas meu coração despertou novamente para os sonhos. Me lembrei do quão gostoso era sentar à mesa, com a família reunida. Me lembrei quanto amor tínhamos ao preparar a massa todos juntos. Me lembrei de como um doce pode tirar o amargo do dia, da vida. E quis passar isso adiante.

Em janeiro de 2018, estava criada, oficialmente, uma empresa de coração feminino, com amor de mãe e cara de família. Comecei fazendo os sonhos em casa, anunciando nas redes sociais e vendendo por encomenda.

Em setembro, decidimos abrir um ponto físico e assim surgiu a primeira Sonheria e Cafeteria da cidade. Hoje consigo dividir a maternidade e a carreira. De manhã os cuidados com a filha e a tarde o trabalho na Sonheria.

Por tudo isso, cada sonho que sai da nossa cozinha e vai até a sua casa, chega carregado de boas lembranças e muito amor.”

Aline é uma das participantes do projeto Nascer de Novo, em parceria com a Brascol, feito para valorizar o empreendedorismo materno e incentivar mulheres que desejam seguir esse caminho. 

Aline decidiu pôr a mão na massa (Foto: reprodução/Arquivo Pessoal)

Leia também: 

Mãe transforma hobby em profissão para estar próxima aos filhos: “Hoje, faço os meus horários”

Roupas “tal mãe, tal filha” vira projeto de mãe após não achar o que queria no mercado

Mulher decide empreender após a maternidade: “A forma como trabalhava parou de fazer sentido”