Família

Cris Guerra conta como lidou com a morte do marido quando estava prestes a ter o filho

A escritora esteve no 6˚ Seminário Internacional Pais&Filhos

Isabella Zacharias

Isabella Zacharias ,Filha de Aldenisa e Carlos

A escritora tem um livro chamado “Para Francisco” (Foto: Gustavo Morita)

Neste mês fizemos uma série de lives no Facebook e no Instagram com alguns dos convidados do 6º Seminário Internacional Pais&Filhos. Conversamos sobre o tema dessa edição: Maternidade Muda Tudo (ainda bem!). Se perdeu algum, está na mão! Cris Guerra é escritora, publicitária e mãe de Francisco. Ela emocionou mais uma vez o público, mas desta vez participando da mesa redonda.

Como a sua vida mudou depois da maternidade?
Total! A maternidade realmente muda a gente, não tem como ser mais a mesma pessoa. Foi justamente quando eu tinha meu filho para criar, que me vi sem o pai dele, meus pais e dinheiro guardado. O Francisco pariu uma nova mulher. A minha vida é uma prova de que a maternidade muda tudo.

Como a gente lida com tudo isso e não pira?
De maneira muito verdadeira. E se pirar, tentar fazer com que seu filho entenda a sua “piração”. Quanto mais verdadeiros nós formos com os nossos filhos, estaremos ensinando para eles uma coisa chamada humanidade – eles têm que entender que a gente é feito de realidade, carne e osso, a gente chora e ri. Minha relação com o Fran é assim e isso faz com que ele também não espere de mim mais do que eu posso dar.

Leia também:

“Meu livro é um relato de vida, morte e amor”, conta Cris Guerra

“A culpa toma um café lá em casa, mas ela não tem quarto de hóspedes”, afirma Cris Guerra

Cris Guerra: “Escrevi tentando entender dois sentimentos opostos e simultâneos vividos pela viúva e mãe que me tornei”