Boa Notícia

Mãe de sete que devolveu carteira com R$500 reais recebe doações do país inteiro

Mesmo endividada, Simone fez questão de procurar e devolver para o verdadeiro dono

Cecilia Malavolta

Cecilia Malavolta ,Filha de Iêda e Afonso

Simone encontrou uma carteira com R$500 às vésperas de um Natal magro (Foto: Reprodução)

Simone encontrou uma carteira com R$500 às vésperas de um Natal magro (Foto: Reprodução)

Simone Aparecida da Silva Pereira, uma mulher humilde e mãe de sete filhos, mostrou ao mundo sua honestidade quando encontrou uma carteira na rua com R$500 reais e não mediu esforços para encontrar sua verdadeira dona, mesmo estando endividada às vésperas de um Natal que seria “magro” para a família. Mas, depois de devolver o item a Liliane Nakamura, parece que tudo mudou.

A história viralizou e comoveu muitas pessoas, que se voluntariaram a ajudar Simone e sua família e tornar seu Natal mais especial. Um dia depois do fato ser divulgado, ela começou a receber doações de alimentos, roupas e presentes.

A geladeira, que antes estava vazia, ficou cheia de alimentos doados por vizinhos (Foto: Reprodução)

A geladeira, que antes estava vazia, ficou cheia de alimentos doados por vizinhos (Foto: Reprodução)

“Eu perdi uma carteira algum tempo atrás e sei bem o que é isso. Acho importante agora poder dar algo em troca a alguém que fez aquela atitude sem pensar, apenas porque é uma pessoa honrada”, disse Carolina Di Paola, nutricionista e também moradora de Lins.

Simone e sua família receberam alimentos e presentes (Foto: Reprodução)

Simone e sua família receberam alimentos e presentes (Foto: Reprodução)

E as doações não ficaram apenas em São Paulo: através das redes sociais, pessoas do Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro também se mobilizaram para ajudar Simone. Uma dessas pessoas criou uma “vaquinha” online e doou uma quantidade de dinheiro para a família também.

Depois da devolução, até os filhos de Simone estão ganhando presentes. ““A Soraia [filha de 7 anos] falou que queria um vestidinho novo, e eu pedi pra minha filha ter fé que uma hora Deus manda”, ela contou.
Leia também: