Bebês

Médica causa lesão corporal em bebê durante parto domiciliar e é condenada

A médica é acusada por negligência e falsidade ideológica. Devendo cumprir 6 anos e 5 meses de pena.

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Bebê sofre de epilepsia e encefalopatia (Foto: reprodução/ Portal G1)

A médica obstetra, Caren Vanessa Cupertino, foi culpada por um parto mal sucedido em Brasília. A Justiça da região a condenou por lesão corporal grave e falsidade ideológica. O bebê desenvolveu epilepsia, e encefalopatia ao decorrer da lesão que sofreu pela equipe que realizou o procedimento médico.

Segundo o processo, a mãe da criança contratou a obstetra para o pré-natal e para realizar o parto domiciliar do primeiro filho. A equipe também era composta por uma doula e uma enfermeira obstétrica, que também foram condenadas.

De acordo como o G1, pena por falsidade ideológica é devido a utilização de informações falsas no prontuário da criança. Ela mentiu a hora do nascimento da criança e não relatou as condições reais do parto, o que dificultou o diagnóstico e um tratamento adequado.

A médica terá que cumprir 6 anos e 5 meses de prisão, em regime semiaberto. Além de pagar R$ 150 mil por danos morais.

Segundo a mãe, o problemas do filho se desenvolveram devido a demora da equipe médica para chegar ao local que seria realizado o parto. A mãe ficou um dia esperando pela médica e pela doula, e mesmo quando chegaram alegaram que aquilo se tratava de “um falso trabalho de parto”. A médica orientou a mãe para que ela tomasse um remédio e tentasse dormir. Mas no dia seguinte a criança já estava nascendo e só então a equipe chegou no local.

“O bebê estava com os membros superiores e inferiores para fora e com a cabeça presa no canal vaginal. O cordão umbilical indicava falta de oxigenação. A criança nasceu em condições críticas, desacordada e hipotônica”, informou o Ministério Público.

A médica também é acusada por outros processo. Um deles é a morte de um bebê durante o parto, em 2014. De acordo com a ação, a médica foi omissa e por isso contribuiu para o óbito da criança.

Leia também:

Negligência dos pais causa trauma nos filhos

Concurso divulga as 20 fotos mais incríveis de parto em 2018: três delas são brasileiras

Reino Unido oferece R$ 16 mil para grávidas terem parto domiciliar