Criança

“Os alunos de hoje não têm paciência para escolas com modelos antigos”

Alexandre Campos, diretor do Google For Education, fala sobre as mudanças e o uso da tecnologia na sala de aula

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

“A geração atual de alunos não tem paciência para frequentar a escola nesse modelo com características de 50 anos atrás”. A análise é de Alexandre Campos, pai de Pietro e Marcelo, diretor do Google for Education no Brasil, uma solução na área de educação que oferece aos professores e alunos uma nova forma de estudar dentro e fora da sala de aula.

Através de suas plataformas digitais, como o G Suite for Education, a gigante de tecnologia tem a proposta de inovar na experiência de ensinar e aprender. O Google For Education começou a ser construído há cerca de 10 anos. “Recebemos e-mails de professores da Califórnia comentando sobre usar o Google nas escolas e queriam a nossa ajuda para fazer um melhor uso da tecnologia com o objetivo da aprendizagem”, explica Alexandre.

E as soluções vêm funcionando (muito!) bem. Prova disso é que metade das melhores escolas de cada capital brasileira tem projetos com o Google. “Estamos levando essa plataforma para a rede pública também. Todo o projeto de tecnologia e formação dos professores e diretores está muito bem planejado. É uma mudança de cultura que vai levar mais de um ano”, completa Alexandre, que falou mais sobre o Google For Education em entrevista exclusiva à Pais&Filhos:

Por que o Google quis investir em educação?

O Google tem um compromisso com a educação. E acredito muito em como a tecnologia pode melhorar a vida das pessoas. Encontrar informações para ajudar realmente a mudar esse modelo atual da escola, que ainda é um de 50 anos atrás. Essa geração de alunos não tem paciência de frequentar essa escola. O projeto só vai dar certo se a escola estiver engajada. Temos uma plataforma que ajuda a resolver um problema, mas o mérito é da escola. Afinal, existe uma nova geração de empregos e profissões que vêm por aí.

Como o projeto pode melhorar a educação brasileira?

Alguns desafios grandes que o Brasil tem para enfrentar é a evasão de mais de 50% das crianças do Ensino Médio. Tornar a escola mais atrativa e mostrar para esses alunos que estudar leva a um futuro e uma carreira é importante para construir um mundo melhor.

Como vocês aplicam isso nas escolas?

Nós encomendamos uma pesquisa, que mostra claramente um mercado de trabalho formado por jovens que saibam resolver problemas, trabalhar em equipe e se comunicar bem. A tecnologia ajuda as escolas a atingir esses objetivos – é uma ponte. Aplicada para engajar esses meninos, trazer o desejo de estudar e resolver problemas.

Ainda há aperfeiçoamentos para fazer?

Toda a nossa plataforma tem um botão de feedback onde os professores colocam as sugestões de melhorias do produto – semestralmente, eles alteram o produto.

Qual é objetivo da plataforma?

Permitir que alunos possam ser protagonistas. Construir as soluções com tecnologias e colocar a criatividade em prática. É uma plataforma que tem aproximado professores e alunos, e a escola dos pais. Queremos continuar acompanhando o que os alunos vêm fazendo, tudo o que roda no computador e nos smartphones dos alunos.

Leia também:

Educação é um direito! Aprenda como exigir um desenvolvimento escolar de qualidade para o seu filho

Virou lei! Todas as escolas terão que dar educação socioemocional para as crianças

Tecnologia a nosso favor! Conheça aplicativos para facilitar a sua vida