Criança

Rogério Ceni manda vídeo emocionante para filho de goleiro falecido da Chapecoense

Outros goleiros também entraram na onda

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Danilo e o filho Lorenzo (Foto: Instagram/Reprodução)

Danilo e o filho Lorenzo (Foto: Instagram/Reprodução)

Para as crianças, os pais são super-heróis e não é incomum que os pequenos digam que vão seguir os passos do pai ou da mãe quando crescerem. Cantor, escritor, professora, cientista, jogador de futebol…

Este último é o que se encaixa melhor na profissão escolhida por Lorenzo, de 4 anos. Não jogador, exatamente. Ele quer ser goleiro, como o pai, Danilo, falecido no acidente de avião envolvendo o time da Chapecoense, em novembro de 2016.

Goleiro Danilo e filho Lorenzo (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)

Goleiro Danilo e filho Lorenzo (Foto: Arquivo pessoal/Reprodução)

O menino tinha só dois anos quando um acidente aério tirou a vida do pai e mais 70 pessoas, mas ele não se esquece da grandiosidade da atuação do pai na profissão.

Aos quatro anos, Lorenzo frequenta a escolinha de futebol que também foi frequentada por Danilo.

Ao saber do amor do garoto pela profissão, Rogério Ceni, ex-goleiro do São Paulo, time do coração do pai de Lorenzo, gravou um vídeo para o menino incentivando-o a seguir seu sonho. “Eu, assim como seu pai, também fui goleiro. Não tão bom quanto ele, porque ele era fora de série. Era pai de um garoto muito especial que eu sei que também será um futuro goleiro, quem sabe até treinado pelo tio um dia. Só quero mandar um beijo para você”.

A exemplo do vídeo, o Globo Esporte preparou uma surpresa para o menino e sua mãe: um vídeo onde reuniram depoimentos de 24 goleiros de alguns dos maiores times do país.

Dentre eles estavam Jean, goleiro do São Paulo, Douglas do Bahia, Fernando Miguel, do Vasco, César, do Flamengo, Marcelo Lomba, do Inter, Jandrei, da Chapecoense e outros, que reforçaram para Lorenzo que seu pai foi um grande homem e profissional, que ele não tinham dúvidas de que ele seguiria no mesmo caminho.

Aproveitando a época natalina, os goleiros mandaram camisas autografadas, luvas e equipamentos para o menino treinar e seguir, como deseja, os passos de Danilo. E, claro, reforçaram o desejo de que Lorenzo seja algum dia tão grande quanto foi seu pai.

Leia também:

Bebê que recebeu coração de Lucca, filho do goleiro Elisson, esperou um mês por transplante

Goleiro Elisson anuncia a morte do filho de 6 anos, Lucca

Pai empurra filho goleiro para tentar impedir o gol, mas dá tudo errado