10 erros comuns entre os casais que estão tentando ter filhos

Está tentando engravidar mas não consegue? Talvez você esteja cometendo uma – ou mais – dessas falhas

Resumo da Notícia

  • Muitos casais não conseguem ter filhos por erros comuns
  • Veja 10 desses erros
  • Descubra como concertá-los

Você e seu parceiro estão tentando ter filho há um tempo mas não estão conseguindo? Pode ser que vocês estejam cometendo um – ou mais – desses 10 erros que são bem comuns entre os casais que estão tentando. Veja quais são eles:

-Publicidade-
10 erros comuns entre os casais que estão tentando ter filhos (Foto: reprodução Pinterest / Parents)

1. Poucas relações sexuais

É claro que você não quer pensar que está fazendo algo errado quando se trata de fazer bebês, mas pelo menos esse erro é divertido de corrigir! Você pode pensar que reduzir o sexo para “reservar” o esperma do seu parceiro para quando você estiver ovulando facilitará a gravidez. Mas a verdade é que muitos dias sem sexo pode prejudicar a concepção. “É fácil perder o período fértil se o sexo é limitado apenas quando você pensa que está ovulando porque muitas mulheres acreditam que estão ovulando quando na verdade não estão”, diz Samuel Wood, MD, diretor médico do Centro de Ciências Reprodutivas em La Jolla, CA. Então vá em frente – faça sexo quantas vezes quiser, prestando atenção especial aos poucos dias antes da ovulação.

2 – Muitas relações sexuais

Alguns casais pensam que têm tudo planejado: quanto mais sexo tiver, mais fácil e mais cedo você conceberá. No entanto, nem sempre é melhor. Embora fazer sexo com frequência não diminua a potência do esperma de um homem, como muitos acreditam, muitas vezes pode causar problemas, diz Wood. “Se for apenas para fins reprodutivos, fazer sexo várias vezes ao dia ou até mesmo todos os dias pode causar desgaste“, e o casal pode começar a ver o sexo como pouco mais que uma tarefa pré-ovulatória “, explica ele. Então, quando essa janela de fertilidade estiver aberta, um ou ambos os parceiros poderão não estar interessados, resultando em uma oportunidade perdida.

-Publicidade-

3 – Permanecer sempre na mesma posição

Você pode ter ouvido falar que ‘o missionário’ é a melhor posição para engravidar, ou que você deve manter os quadris elevados após o sexo. Errado. Se você está no topo, ou ele está no topo, ou você está fazendo uma nova e louca posição sobre a qual você leu, o resultado é o mesmo. “Quando um homem ejacula, o esperma nada, entra diretamente no muco cervical e nas trompas de falópico”, diz Serena Chen, MD, diretora da divisão de endócrinos e infertilidade reprodutiva do Instituto de Medicina Reprodutiva e Ciência da Saint Barnabas Medical Center na Pensilvânia. “Isso acontece em questão de segundos, independentemente da posição durante a relação sexual”, diz o Dr. Chen. Então. Em vez de ficar com uma posição em particular, misture e divirta-se!

4 – Assumir que a mulher é o problema

Quando um casal tem dificuldade em engravidar, muitas pessoas (inclusive os próprios casais) automaticamente pensam que isso significa que algo está fisicamente errado com a mulher. “Os homens têm menos probabilidade de acreditar ou querer acreditar que algo está errado com eles”, diz Machelle Seibel, M.D., professor de obstetrícia e ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Massachusetts. “Como os fluidos serão liberados, haja espermatozoides ou não, eles assumem que isso significa que são saudáveis“, acrescenta. Mas esse não é necessariamente o caso.

“Desde o primeiro dia, os casais precisam pensar que pode ser a mulher, o homem, ambos, ou simplesmente a infertilidade inexplicável”, diz o Dr. Chen. “Cerca de metade dos problemas de infertilidade tem a ver com a mulher, 40% com o homem, e os outros 10% são ambos ou nenhum”. A melhor coisa, ela acrescenta, é que ambos os parceiros sejam acompanhados desde o início para ter certeza.

5 – Contando os dias da ovulação errados

Contando os dias errados (Foto: reprodução Pinterest / Parents)

Saber exatamente quando você ovula pode ser complicado. Muitas mulheres seguem a regra dos livros didáticos, acreditando que ovulam 14 dias após o primeiro dia da menstruação, mas a duração do ciclo varia e a ovulação nem sempre ocorre no mesmo dia todos os meses, segundo Seibel.

Muitas mulheres também pensam que podem identificar a ovulação por causa dos sintomas. “Se você estiver em sintonia com o seu corpo, poderá notar um aumento do corrimento vaginal claro, semelhante à clara de ovo, alguns dias antes da ovulação”, diz Yvonne Bohn, médica especialista em obstetrícia. Mas muitas mulheres sentem falta disso, e algumas pensam erroneamente que seu corrimento normal é um sinal de ovulação. Em vez de adivinhar (possivelmente errado), o Dr. Seibel diz que o uso de um teste de ovulação pode fornecer uma resposta mais precisa.

6 – Ter relações no dia da ovulação

Se você possui um teste de ovulação, ou está registrando a temperatura corporal  ou usando o método de calendário para tentar identificar a ovulação, pode pensar que faz sentido ter relações no dia exato da ovulação – mas pode ser tarde demais. Após a ovulação, o óvulo pode ser fertilizado por apenas cerca de 24 horas. Se você estiver errada sobre a ovulação, terá que esperar para tentar novamente no próximo mês. Como o esperma pode viver de três a cinco dias, fazer sexo nos poucos dias que antecedem a ovulação aumenta suas chances de engravidar, dizem os especialistas.

7 – Usar lubrificante

Pense duas vezes na próxima vez que for usar o lubrificante. Os lubrificantes comerciais afetam negativamente a mobilidade do esperma, dificultando o alcance do óvulo. Se você precisar usar um lubrificante, procure algum que seja adequado para o esperma, uma dica é usar os feitos à base de água.

8 – Consultar um especialista cedo demais

Após dois ou três meses de tentativas, é comum ficar frustrado. Isso não significa que uma consulta imediata com um especialista em fertilidade seja necessária. “Mesmo em condições ideais, casais podem levar vários meses para engravidar”, assegura o Dr. Wood. Se você tem menos de 35 anos, com ciclos menstruais regulares e sem problemas de saúde que possam afetar a fertilidade, o Dr. Wood recomenda esperar por pelo menos um ano.

9 – Demorar para consultar um especialista

“Se você tem 35 anos ou mais, deve procurar um especialista em fertilidade após seis meses tentando sem sucesso”, diz Chen. E se você é mais jovem e tem períodos irregulares ou histórico de infecções sexualmente transmissíveis, gravidez ectópica, doença inflamatória pélvica ou outros problemas de saúde que podem afetar a fertilidade ou a gravidez, o Dr. Chen diz que é uma boa ideia procurar um especialista o quanto antes.

10 – Não cuidar da saúde no geral

Frequentemente, quando os casais estão tentando engravidar, eles se concentram tão intensamente em sua saúde reprodutiva que negligenciam a saúde no geral. Torna-se tudo sobre muco cervical, contagem de espermatozoides e ter relações. Mas é importante prestar atenção à sua saúde em geral, porque questões como peso, tabagismo, estresse e medicamentos também podem afetar a fertilidade, segundo Chen. Antes de tentar engravidar, é uma boa ideia que você e seu parceiro façam um exame médico para discutir quaisquer problemas que possam afetar a fertilidade ou a gravidez.

-Publicidade-