5 coisas que você pode fazer pela sua fertilidade nessa quarentena

A pandemia do coronavírus pode ter vindo como um balde de água fria para os casais que estavam querendo engravidar. Mesmo sem poder sair, você e seu parceiro ainda podem fazer essas coisas!

Resumo da Notícia

  • A pandemia de coronavírus pode ter vindo como um balde de água fria para os casais que estavam querendo engravidar
  • Apesar da maioria das coisas estarem fechadas, existem algumas opções de procedimentos para fazer em casa para contribuir com a fertilidade
  • Veja 5 opções delas

Se você estava pensando em aumentar a família, tentando engravidar ou se preparando para iniciar tratamentos para fertilidade, a pandemia de coronavírus pode ter vindo como um balde de água fria. Mas não se esqueça: você não está sozinha! Uma pesquisa da Modern Fertility e SoFi descobriu que quase quase um terço dos entrevistados estavam mudando os planos de fertilidade devido à Covid-19. Além disso, 61% dos que participaram disseram que se sentiram “preocupados e ansiosos” com a fertilidade e planejamento familiar devido à pandemia.

-Publicidade-
5 coisas que você pode fazer pela sua fertilidade nessa quarentena (Foto: Getty Images)

Com muitas clínicas de fertilidade suspendendo os tratamentos neste momento, não é de se admirar que as pessoas que estariam fazendo exames laboratoriais relacionados à fertilidade ou congelamento de óvulos estejam se sentindo frustradas e nervosas por colocar seus planos de ter filhos em espera indefinida.”A pandemia causou muitos transtornos em nossas vidas”, disse Natalie Burger, M.D., endocrinologista reprodutiva certificada pelo Texas Fertility Center em Austin. “No entanto, este também é um momento importante para assumir o controle do que podemos para otimizar o caminho para a gravidez“, ressaltou.

Veja cinco coisas que você pode fazer agora para melhorar sua fertilidade e engravidar no futuro.

-Publicidade-

Marque uma consulta online

Com o avanço da telemedicina, muitas clínicas estão oferecendo consultas virtuais. Durante uma avaliação inicial, seu histórico de saúde será examinado e você terá um plano personalizado, explica Lynn Westphal, MD, FACOG, diretora médica da Kindbody, um grupo de cuidados de fertilidade com clínicas em todos os Estados Unidos. “Você será aconselhado sobre opções para otimizar seus objetivos de ter uma família e decidir quais testes são necessários.”

Pesquise clínicas de fertilidade

Se você planeja fazer consultas em uma clínica de fertilidade, reserve um tempo para reunir informações sobre suas opções. Se você não tiver uma indicação de um amigo, pesquisas online também podem te ajudar.

Reúna informações básicas

Algumas tarefas básicas de saúde e fertilidade que você pode marcar:

  • Faça um teste de ovulação. “Ter um ciclo menstrual regular (entre 21-35 dias) geralmente indica que a mulher está ovulando normalmente, mas para as que desejam saber o dia exato da ovulação, os kits caseiros de ovulação podem te ajudar a descobrir”, diz o Dr. Burger. E se seu parceiro for homem, ele pode fazer um teste de esperma em casa.
  • Faça um teste de fertilidade. Se você ainda não está se consultando com um médico, pode tentar fazer um teste de fertilidade caseiro que meça os cinco hormônios que influenciam a função ovariana normal. “O teste hormonal é melhor realizado no contexto de uma avaliação mais abrangente para examinar todos os fatores que podem estar afetando a fertilidade”, observa o Dr. Burger. “A infertilidade é complicada e a resposta muitas vezes não é encontrada em um teste de hormônio.”
  • Verifique suas vacinas. “As mulheres precisam esperar um mês após a maioria das vacinações antes de tentarem engravidar, por isso é importante fazer isso no início da jornada da fertilidade”, disse o Dr. Westphal. Embora os cuidados médicos não essenciais sejam limitados agora, os postos de vacinação ainda estão abertos e você pode ir até o mais próximo da sua casa.
  • Conheça o histórico de saúde de sua família. Considere todas as doenças que ocorrem na família, problemas de fertilidade ou genéticos, pois isso pode ajudar com recomendações para testes, sugere o Dr. Westphal.
  • Considere o rastreamento genético. Se o teste genético for recomendado, converse com seu médico sobre os laboratórios que podem ser realizados agora.

Revise suas finanças e planos de saúde

Se tiver um plano de saúde, vale entrar em contato para entender o que o seu plano cobre em termos de cuidados pré-natal. Nem todos os planos de saúde são iguais quando se trata de cobertura de maternidade, então é importante conhecer seus direitos e o que precisará pagar a mais. Se você está planejando investir no congelamento de óvulos, embriões ou fertilização in vitro, você deve pesquisar o que seu plano irá cobrir e como você irá cobrir quaisquer despesas que possam ter.

Cuide de sua saúde geral

“A melhor maneira de iniciar seu plano de saúde pré-natal é tomar certas vitaminas e se concentrar em sua saúde geral”, disse o Dr. Westphal. Isso significa garantir que você está fazendo exercícios moderados por cerca de 30 minutos por dia e com uma dieta bem balanceada com abundância de fibras, frutas e vegetais frescos, grãos inteiros e proteínas, minimizando os alimentos processados.

Não se esqueça da sua saúde mental. “A meditação pode permitir que você esteja em paz e aceite as circunstâncias da vida, como a crise da COVID-19”, aconselha Jane Frederick, M.D., FACOG, diretora médica da HRC Fertility em Orange County, Califórnia. “Concentre-se no momento presente. Utilize aplicativos de relaxamento ou mindfulness  para reduzir a ansiedade e a tensão e melhorar o sono.”

A hora de avançar

Embora possa parecer que o mundo está em pausa de várias maneiras, os especialistas concordam que ainda é possível fazer avançar quando se trata de fertilidade e planejamento familiar. É um ótimo momento para conduzir sua pesquisa, focar na sua saúde e aproveitar os provedores que oferecem atendimento por meio da telemedicina.

-Publicidade-