Engravidar

“Estou grávida?” 6 coisas que você precisa saber sobre as semanas de espera após a ovulação

2 semanas após o período fértil já é possível fazer um teste de gravidez

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

A professora associada de Obstetrícia/Ginecologia e diretora do Programa de Fertilização In Vitro da Universidade de Chicaco, nos Estados Unidos, nos ajudou a listar o que você pode esperar durante esse período estressante (Foto: Getty Images)

Qualquer casal que está tentando engravidar sabe como pode ser estressante essa famosa espera de 2 semanas, que é o tempo entre a ovulação e quando você pode fazer um teste de gravidez (ou a menstruação aparecer). A professora associada de Obstetrícia/Ginecologia e diretora do Programa de Fertilização In Vitro da Universidade de Chicaco, nos Estados Unidos, nos ajudou a listar o que você pode esperar durante esse período estressante.

  1. Você sentirá que está menstruando

É uma realidade cruel que a TPM e os primeiros sinais de gravidez sejam quase idênticos. O motivo? Você produz mais progesterona na semana após a ovulação – esteja ou não grávida. A progesterona é o hormônio responsável por muitos sintomas da TPM, como inchaço, sensibilidade mamária e alterações de humor. Se você não estiver grávida, parará de liberar o hormônio cerca de 10 dias após a ovulação. Se estiver grávida, continuará produzindo progesterona e vivendo os sintomas da TPM). 

  1. Você pode ter um sangramento que não é a menstruação 

O sangramento da fecundação, que ocorre em cerca de 30% das gestações, pode ser confundido com a menstruação. Ele ocorre na época em que você espera o seu período (ou alguns dias antes), quando o óvulo fertilizado se liga ao revestimento do útero. Isso causa sangramento e cãibras leves, mas há algumas distinções: “O sangramento da implantação tende a ser mais leve e com menor duração. Você pode ter escapes em vez de dias completos de fluxo”, diz Kim. Também é provável que seja marrom claro ou preto, em vez de vermelho. Mas se você não sentir sangramento na fecundação, não se preocupe. Você ainda pode estar grávida e ter uma gravidez saudável sem isso ter acontecido.

  1. Trate-se como se estivesse grávida

Embora exista apenas 15 a 25% de chance de engravidar a cada mês (dependendo da sua idade), ainda é importante agir como se estivesse grávida até ter certeza. Evite álcool, limite-se a 1 a 2 xícaras de café por dia, não coma peixes com alto teor de mercúrio e evite frutos do mar crus ou mal cozidos. 

  1. Mantenha sua atividade física regular

“Se você normalmente pratica atividade física de intensidade moderada, continue assim”, diz Kim. O exercício é uma ótima maneira de aliviar o estresse. E acredite: isso afeta a fertilidade.

Ainda assim, a médica alerta que este não é o melhor momento para adotar um programa de treinamento novo ou intenso, que pode colocar muito estresse em seu sistema nervoso. Atividades que aumentam significativamente a temperatura corporal podem afetar a implantação.

  1. Consulte seu médico se você menstrua menos de 14 dias após a ovulação

Se você menstrua menos de 14 dias após a ovulação, pode ser sinal de que algo está afetando sua capacidade de engravidar. O motivo disso pode ser algo pequeno como calcular incorretamente a ovulação ou pode ser uma condição chamada defeito da fase lútea. “Isso significa que seu corpo não está produzindo níveis adequados de progesterona para manter a gravidez”, explica Kim. Se esse for o caso, seu médico pode prescrever progesterona extra para ajudar a prolongar sua fase lútea.

  1. Tome uma vitamina pré-natal todos os dias

A verdade é que você deve tomar uma vitamina pré-natal que contém 400 a 800 microgramas de ácido fólico antes da espera de 2 semanas. 

Leia também:

10 erros mais comuns na hora de tentar engravidar (para você passar longe)

10 perguntas para fazer ao ginecologista antes de engravidar

Gravidez tardia: existe idade limite para engravidar?