Engravidar

Notícia de idosa de 101 anos que deu à luz é falsa, mas fomos atrás pra saber se é possível

A redação tomou um susto! Então pedimos para o Dr. Rodrigo Rosa esclarecer

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

idosa tem filho aos 101 anos noticia falsa

(Foto: iStock)

“Mulher de 101 anos dá à luz ao seu 17º filho”. É chocante ler isso, sabemos. Mas fique tranquila, não é real. Nos deparamos com essa matéria rodando por aí e ficamos preocupados, já que estamos comemorando 50 anos de Revista Pais&Filhos e já abordamos o tema “expectativa de vida” aqui. Por exemplo, estudos comprovam que a geração que nasce hoje vai viver mais de 100 anos, mas a ideia de ter filhos aos 100 é maluca, já que o bebê nascerá praticamente sem mãe.

A matéria conta que uma senhora italiana de 101 anos havia realizado o procedimento de fertilização in vitro na Turquia, já que na Europa o método não é realizado em pessoas idosas. Além disso, citam que o bebê nasceu saudável e bem. Isso nos incomodou e fomos atrás de informações e descobrimos que essa é uma fake news, ainda bem. Mas ficamos uma dúvida surgiu na nossa cabeça: “Será que é possível engravidar aos 100 anos?”.

Conversamos com nosso colunista Rodrigo Rosa, ginecologista, obstetra e pai de Giovanna, para esclarecer essa dúvida. “Não é impossível, mas teria que ser feito um tratamento prolongado de hormônios”, explicou. “Porém, quando a mulher já está há muito tempo na pós menopausa, o útero volta a ser quase como um útero infantil”.

Até 2016, a lei no Brasil permitia a realização de fertilização in vitro em mulheres até os 50 anos. Mas o Conselho Federal de Medicina mudou essa lei, não existe mais idade máxima para a realização do procedimento, mas as mulheres precisam ser liberadas pelos médicos. “Poucos médicos correriam o risco de realizar algo desse tipo. É uma questão de ética e bom senso”, disse Rodrigo.

Leia também:

Vamos ficar atentos juntos! Grupo de família no Whats é o principal veículo para notícias falsas

A expectativa de vida do seu filho vai aumentar, mas ele pode ser menos saudável

Fertilização in vitro cresceu 149% nos últimos cinco anos no Brasil

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não