Engravidar

10 perguntas para fazer ao ginecologista antes de engravidar

É hora de tirar todas as dúvidas e aumentar as chances de ter uma gravidez saudável

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

É hora de tirar todas as dúvidas e aumentar as chances de ter uma gravidez saudável (Foto: iStock)

Quando falamos de gravidez planejada, o momento em que mulher decide engravidar é um dos mais marcantes e importantes. Se você está vivendo isso, antes de começar a tentar, é importante agendar uma consulta com o seu ginecologista.

“Recomendo ir alguns meses ou muitos meses antes, caso você tenha alguma condição médica que diminua as suas chances de engravidar”, aconselha a professora clínica Mary Jane Minkin, do Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Ciências Reprodutivas da Universidade de Yale.

Durante a consulta, o médico vai avaliar o seu histórico de saúde, assim como qualquer risco, e vai dar uma lista de conselhos para que você tenha uma gravidez saudável. Então pode imaginar que será uma oportunidade de perguntar absolutamente tudo!

Dica amiga: anote todas as dúvidas para não se esquecer de nada. Aqui vão dez sugestões de perguntas para você:

  1. Quanto tempo pode levar para eu engravidar?

É claro que o seu médico não tem bola de cristal! Ele não conseguirá dizer a data exata da concepção. Alguns casais conseguem na primeira tentativa, enquanto outros não conseguem depois de anos tentando. Mas o seu médico poderá ter algumas previsões com base na sua idade, no seu histórico de saúde e em tentativas passadas para engravidar.

  1. Posso engravidar logo depois de parar de usar os métodos contraceptivos?

Não pense que é algo imediato. Pílulas anticoncepcionais, por exemplo, podem deixar o seu ciclo menstrual alterado por vários meses, mesmo depois de você ter parado de tomá-las. Isso também acontece com outros métodos contraceptivos, como o DIU. Por isso, não deixe de tirar essa dúvida com o seu ginecologista.

  1. Minha saúde afeta na minha fertilidade?

De acordo com a professora Minken, algumas condições médicas podem aumentar ou diminuir as chances de você engravidar. Isso inclui a Síndrome do Ovário Policístico, endometriose, distúrbios na tireoide e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). E agora falando sobre o seu parceiro, problemas de qualidade e quantidade seminal podem tornar a concepção mais difícil.

E a melhor pessoa para avaliar todas as possibilidade e propor soluções? O seu médico, é claro!

Alguns remédios, incluindo aqueles para pressão alta e epilepsia, podem diminuir as chances da concepção (Foto: iStock)

  1. Os remédios que eu tomo podem afetar a minha fertilidade?

Alguns remédios, incluindo aqueles para pressão alta e epilepsia, podem diminuir as chances da concepção. Atenção para os remédios de prescrição médica: alguns deles podem prejudicar o bebê uma vez que você estiver grávida. Avalie com o seu médico as possibilidades e, se for necessário, mude as medicações a partir das sugestões dele.

  1. Devo tomar vitaminas ou suplementos?

Futuras mães podem tomar suplementos de ácido fólico de três a seis meses antes de começar a tentar engravidar. Segundo a médica Minken, o ácido fólico diminui os riscos de haver defeitos no tubo neural do bebê ou problemas de nascença. Seu médico provavelmente recomendará algumas vitaminas, especialmente se seus exames apontarem para a falta de alguma.

  1. Tenho que mudar minha dieta, rotina de exercícios e outros hábitos?

Você sabia que estar abaixo ou acima do peso diminui as suas chances de engravidar? Também pode gerar outras complicações na gravidez, como a diabetes gestacional e o aborto espontâneo. Já, o excesso de exercícios físicos, de bebidas alcóolicas e do hábito de fumar podem impactar negativamente a fertilidade e a gravidez. Tenha uma conversa franca com o seu médico sobre os seus hábitos e pergunte se é preciso realizar mudanças para aumentar as chances de engravidar.

  1. Preciso me vacinar?

Ficar doente durante a gravidez coloca a sua saúde e a saúde do bebê em risco. Proteja o seu filho de doenças graves mantendo a sua carteirinha de vacinação em dia. Se não estiver atualizada, procure tomar as vacinas de sarampo, caxumba, rubéola e catapora antes de engravidar. Esses vírus não são nada seguros para mulheres grávidas.

  1. Preciso me consultar com outro médico?

Nem todos os ginecologistas têm especialização em obstetrícia, que são os profissionais indicados para cuidar da gravidez e do parto. Pergunte ao seu médico se ele tem essa qualificação. Se não tiver, peça indicações de outros especialistas.

Se você está tentando engravidar por mais de um ano e não tem resultados, provavelmente está lidando com a questão da infertilidade (Foto: iStock)

  1. Por que não consigo engravidar?

Se você está tentando engravidar por mais de um ano e não tem resultados (ou por mais de seis meses se tiver mais de 35 anos), provavelmente está lidando com a questão da infertilidade. Seu médico vai aconselhar você e o seu parceiro a encontrar a causa desse problema. Ele, então, apresentará tratamentos, remédios e possibilidades de resolver.

  1. O que devo fazer depois que o teste deu positivo?

A notícia tão esperada tornou-se realidade! E agora? Muitos casais ficam sem reação ao descobrirem que serão pais. É melhor ir direto ao obstetra ou esperar o bebê se desenvolver mais? Pergunte ao seu médico. Ele te aconselhará da melhor forma.

Leia também:

10 erros comuns na hora de tentar engravidar

Gravidez tardia: existe idade limite para engravidar?

Mulher tenta engravidar durante um ano e após usar método diferente descobre que está esperando cinco bebês