Viviane Araujo garante que irá desfilar no Carnaval aos 5 meses de gravidez

Viviane Araujo participou do programa “Mais Você” e contou que está seguindo as recomendações da médica para prezar pelo bem-estar dela e do filho, Joaquim

Resumo da Notícia

  • Viviane Araujo irá desfilar no Carnaval grávida de 5 meses
  • A rainha de bateria do Salgueiro afirmou que está seguindo as recomendações médicas para isso
  • Ela está a espera de Joaquim, fruto do relacionamento com Guilherme Militão

Viviane Araujo está grávida de Joaquim. Nesta sexta-feira, 15 de abril, a atriz participou do programa “Mais Você”, apresentado por Ana Maria Braga, e comentou sobre as expectativas e experiência com a maternidade.

-Publicidade-
Viviane Araujo vai desfilar no Carnaval seguindo as recomendações da médica
Viviane Araujo vai desfilar no Carnaval seguindo as recomendações da médica (Foto: reprodução/Instagram/@araujovivanne)

Ela começou dizendo que completa 5 meses de gestação no sábado, dia 16 de abril, e que o filho está previsto para nascer na primeira semana de setembro. Viviane, que irá desfilar no Carnaval, explicou que segue sendo assistida pela médica.

“Vou desfilar, mas minha médica está me acompanhando e com todas as recomendações. Não vou ficar pulando, não sambar muito, vou diminuir o salto, uma fantasia sem peso”, explicou a rainha de bateria do Salgueiro.

Ela espera o primeiro filho com o empresário Guilherme Militão e comentou que desde pequena é apaixonada pelo Carnaval. Viviane Araujo comentou que sempre colocou o trabalho na frente e por isso acabou adiando o sonho da maternidade.

Ela também relembrou o processo para engravidar, por meio de reprodução assistida: “Não foi fácil, eu já estou com 47 anos. Fizemos inseminação artificial, com esperma dele e com óvulo doado, porque eu não tinha mais como ovular, por questões da minha vida. Um óvulo na minha idade já não é mais saudável”.

“Foi uma experiência incrível. Eu gosto muito de falar sobre isso, porque muitas mulheres têm preconceito, às vezes não conseguem engravidar com óvulos dela e não aceitam, e eu digo que isso é um caminho, é uma esperança que a gente tem”, contou.