Semana da amamentação: o que você deve evitar comer enquanto estiver amamentando

A dieta durante a gestação também influencia no aleitamento, separamos 10 dicas para você não se perder

(Foto: iStock)
(Foto: iStock)

Na Semana Mundial do Aleitamento Materno, que vai do dia 1° de agosto até o dia 7, estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1992, estamos produzindo uma série de matérias para esclarecer suas dúvidas sobre o assunto. Pensando na sua alimentação durante o período da amamentação, segundo o doutor Corintio Mariani Neto, ginecologista e obstetra, presidente da Comissão Nacional de Aleitamento Materno da Febrasgo e diretor técnico do Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros, pai de Adriana, Renata e Cassio e avô de Pedro Henrique, Alexandre e Felipe, se você continuar seguindo a dieta da gravidez vai dar tudo certo!

-Publicidade-

“Pouco açúcar e gorduras, verduras e frutas à vontade. Tudo o que a gente já sabe”, explica o especialista. Porém, de acordo com o obstetra, alguns produtos podem provocar reação na criança como por exemplo o hábito da mulher tomar MUITO leite durante a amamentação. “É bom dizer que pode acontecer quando você ingere em quantidades grandes, dessa forma, o leite da vaca pode se misturar ao leite materno gerando cólica ou alergia no bebê”, alerta o médico. Nada em excesso, combinado?

Dentre os alimentos que devem ser evitados estão: amendoin, soja, frutas secas, chás, café, refrigerante. “Produtos que a gente sabe que provocam gases como feijão, batata doce, couve-flor, também podem ficar fora do cardápio por um tempo”, aconselha Corintio. Mas a lista oficial quem deve receitar é o seu obstetra, porque cada caso é um caso.

-Publicidade-

Um passo atrás

A alimentação durante a gravidez tem efeito na amamentação também, separamos 10 dicas para você não se perder no processo. A gente te ajuda!

1. De quanto em quanto tempo?

Os intervalos durante as refeições devem ser de 3 em 3 horas, sem exageros. Esse intervalo é indicado porque nosso corpo tem tempo de digerir e estar saciado todo o tempo.

2. Três meses

Nos primeiros três meses de gestação a ingestão do ácido fólico é fundamental. Você pode encontrar esse nutriente em alimentos como carnes animais, aspargos e também espinafre.

3. Segundo trimestre

A ingestão de ferro e cálcio deve ser elevada durante o segundo trimestre da gestação e você pode ingerir carnes vermelhas, feijão, leite, gergelim e verduras de cor escura para suprir essa demanda.

4. Terceiro trimestre

Neste momento é importante realizar seis refeições balanceadas todos os dias, tomar de 1,5 a 2 litros de líquido por dia e consumir muitas fibras e frutas. Prefira ingerir os líquidos nos intervalos entre as refeições e também dê preferência aos sucos orgânicos, que são mais saudáveis e naturais.

5. Comer por dois

“A grávida deve comer por dois” é o principal mito que as gestantes encaram. Ao contrário do que se diz, se a gestante engordar pode prejudicar o desenvolvimento saudável do bebê, também dificultando a hora do parto. Siga a sua dieta e não exagere na hora de comer.

6. Preciso de nutricionista?

Durante a gravidez é indicado procurar um acompanhamento nutricional, para pode entender melhor suas novas necessidades orgânicas e montar um cardápio balanceado, com pelo menos um alimento de cada grupo da pirâmide alimentar.

7. Chocolate está liberado?

O chocolate contém cafeína, então você vai precisar comer com moderação, para evitar o aumento da pressão arterial. Se a vontade for grande, opte por aqueles que tem um maior teor de cacau na composição, com menos gordura.

8. Alimentos restritos

Existem certos alimentos que devem ser evitados, como o café e bebidas energéticas, porque elevam a pressão arterial e possuem muitos conservantes, o que prejudica o desenvolvimento do bebê. Bebidas alcoólicas estão fora de cogitação, elas causam a má formação do feto, fique longe!

9. Chás

Você pode sempre tomar chás de camomila, erva doce e erva cidreira com moderação. O restante dos sabores não são indicados, porque contém substâncias inflamatórias que podem causar diarreias e até mesmo induzir aborto.

10. Dica primordial

O segredo da alimentação balanceada na gravidez está na moderação e na variedade, então não exagere nas quantidades e busque variar o cardápio sempre que for possível. Assim você garante uma gravidez saudável e um parto tranquilo.

Leia também:

Fernanda Gentil desabafa: “Você não é menos mãe por não conseguir amamentar”

Pega correta: 4 coisas que você precisa saber antes de amamentar

Andressa Suíta publica texto emocionante sobre amamentação: “Me senti incapaz”

-Publicidade-