Recém-Nascido

Translactação ajuda mães que não podem amamentar

O procedimento pode ser feito em casa após a orientação de um especialista

A REDAÇÃO PAIS&FILHOS

Translactaçã possibilita que o bebê seja amamentando por meio de uma sonda colocada próxima ao seio (Foto: Shutterstock)

Translactaçã possibilita que o bebê seja amamentando por meio de uma sonda colocada próxima ao seio (Foto: Shutterstock)

O aleitamento materno é muito importante, mas cheio de desafios. E é por isso que algumas técnicas foram criadas para facilitar este processo. A translactação, por exemplo, possibilita que o bebê seja amamentando com leite (materno ou preparado) por meio de uma sonda colocada próxima ao seio.

Leia mais:

Quando você realmente não pode amamentar

Início frustrado

Amamentar é possível e bem difícil também

Este procedimento é realizado para que o bebê estimule a mama e para que a mãe volte a produzir leite. A técnica também é feita para que a troca de afeto entre mãe e filho seja mantida.

Este foi o ponto mais importante para Cristiane Saad, mãe do Felipe, de 4 anos. Quando nasceu, Felipe tinha mais fome que a quantidade de leite que a mãe tinha para oferecer. Isso ocorreu porque aos 17 anos ela fez uma cirurgia, que reduziu os ductos mamários (canais por onde o leite sai).

“Só fiquei sabendo que essa era uma complicação do procedimento na gravidez, quando descobri a translactação”, conta Cristiane. Mesmo assim, ela tinha esperanças de conseguir amamentar. “Foi muito complicado quando ele foi parando de sugar o leite do meu peito, me senti incapaz.”